Petrobras e empresas chinesas venceram leilão de petróleo no Brasil

A Petrobras e duas petrolíferas chinesas venceram leilão de exploração de petroleo realizado no Brasil, com licitações na ordem dos 69,9 mil milhões de reais (15,5 mil milhões de euros).

Petrobras e empresas chinesas venceram leilão de petróleo no Brasil

Petrobras e empresas chinesas venceram leilão de petróleo no Brasil

A Petrobras e duas petrolíferas chinesas venceram leilão de exploração de petroleo realizado no Brasil, com licitações na ordem dos 69,9 mil milhões de reais (15,5 mil milhões de euros).

São Paulo, 06 nov 2019 (Lusa) — A Petrobras e duas petrolíferas chinesas venceram um grande leilão de exploração de petroleo realizado hoje no Brasil, que terminou com livitações na ordem dos 69,9 mil milhões de reais (15,5 mil milhões de euros).

O Governo brasileiro ofereceu quatro áreas de exploração no pré-sal (zona litoral em águas profundas abaixo de uma camada de sal onde estão as maiores reservas de petróleo detetadas no país), com um bónus total fixado em cerca de 106 mil milhões de reais (23,6 mil milhões de euros), mas apenas duas foram arrematadas.

Embora 14 empresas tenham sido habilitadas a participar da disputa pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), órgão regulador do setor, o leilão foi marcado pela falta de interesse das grandes petrolíferas estrangeiras.

Búzios, a primeira área oferecida no certame, teve apenas a oferta em consórcio da Petrobras com a China National Petroleum Corporation (CNODC) e a China National Offshore Oil Corporation (CNOOC).

O bloco foi arrematado pelo lance mínimo de 68,1 mil milhões de reais (15,1 mil milhões de euros) e será gerido pela Petrobras, que terá participação de 90% no consórcio enquanto as duas companhias da China terão 5% cada.

Búzios, localizado no litoral do estado do Rio de Janeiro, é a segunda área mais produtiva dos campos do pré-sal brasileiro.

A segunda área, Itapu, também localizada no litoral do Rio de Janeiro, foi arrematada pela Petrobras com o lance mínimo de 1,7 mil milhões de reais (380 milhões de euros).

Os blocos de Atapu e Sépia não tiveram ofertas.

As regras deste leilão previam um regime de partilha em que os vencedores são escolhidos conforme o percentual de excedente em petróleo oferecido ao Governo brasileiro.

Excedente de petróleo é o volume total da produção menos os ‘royalties’ e o custo da extração.

No caso do bloco de Búzios era pedido uma oferta mínima de 23,24% do excedente. Em Itapu o percentual mínimo era de 18,15%. Como não houve disputa, as áreas foram arrematadas sem ágio pela oferta mínima de excedente de produção.

Na quinta-feira, o Brasil realiza outro leilão, a 6.ª Rodada de Partilha de Produção de Petróleo, que tem entre as empresas autorizadas para fazer lances a Petrogal, Petrobras, Shell, BP, Chevron, Petronas, ExxonMobil e Repsol Sinopec.

Na 6.ª Rodada serão oferecidas quatro na Bacia de Santos (Aram, Sudoeste de Sagitário, Cruzeiro do Sul e Bumerangue), no estado brasileiro de São Paulo, e uma na Bacia de Campos (Norte de Brava), no Rio de Janeiro.

CYR // PJA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS