Pescadores portugueses e espanhóis indignados com 10.799 toneladas de sardinhas para este ano

Os pescadores mostraram-se hoje indignados com a proposta de capturas de sardinha este ano, pedindo em Bruxelas a reavaliação da quota com base nos recentes cruzeiros científicos.

Pescadores portugueses e espanhóis indignados com 10.799 toneladas de sardinhas para este ano

Pescadores portugueses e espanhóis indignados com 10.799 toneladas de sardinhas para este ano

Os pescadores mostraram-se hoje indignados com a proposta de capturas de sardinha este ano, pedindo em Bruxelas a reavaliação da quota com base nos recentes cruzeiros científicos.

Bruxelas, 08 mai 2019 (Lusa) – Os pescadores portugueses e espanhóis mostraram-se hoje indignados com a proposta de capturas de 10.799 toneladas de sardinha este ano, já confirmadas pelo Governo, pedindo em Bruxelas a reavaliação da quota com base nos recentes cruzeiros científicos.

Fonte oficial do Ministério do Mar confirmou à agência Lusa que Portugal e Espanha propuseram para este ano um mínimo de 10.799 toneladas, a repartir pelos dois países, depois de a Comissão Europeia ter sugerido um limite de 10.300 toneladas.

Os armadores portugueses e espanhóis estão “indignados e revoltados” porque “as 10.799 toneladas para este ano são manifestamente insuficientes” e “não vão garantir as condições mínimas para a sobrevivência, ajudando desta forma ao declínio e eventual desaparecimento do setor da pesca de cerco em ambos os países”, afirmou à agência Lusa Humberto Jorge, presidente da Associação das Organizações de Produtores da Pesca do Cerco (ANOP).

O dirigente integrou a representação ibérica do setor da sardinha, que foi hoje recebida em Bruxelas pelo diretor geral dos Assuntos Marítimos e das Pescas da União Europeia (UE).

FCC // EA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS