Países lusófonos exportam menos 19,3% para Macau nos primeiros nove meses do ano

As exportações dos países lusófonos para Macau desceram 19,3% entre janeiro e setembro, em comparação com o período homólogo de 2019, anunciou hoje a Direção dos Serviços de Estatísticas e Censos (DSEC).

Países lusófonos exportam menos 19,3% para Macau nos primeiros nove meses do ano

Países lusófonos exportam menos 19,3% para Macau nos primeiros nove meses do ano

As exportações dos países lusófonos para Macau desceram 19,3% entre janeiro e setembro, em comparação com o período homólogo de 2019, anunciou hoje a Direção dos Serviços de Estatísticas e Censos (DSEC).

Os países de língua portuguesa exportaram para o antigo território administrado por Portugal mercadorias no valor de 514 milhões de patacas (54,9 milhões de euros), de acordo com um comunicado.

Em contrapartida, o bloco lusófono importou produtos no valor de dez milhões de patacas (1,06 milhões de euros), um aumento de 740,8%, em relação a igual período do ano passado.

Nos primeiros nove meses deste ano, Macau exportou mercadorias no valor de 7,87 mil milhões de patacas (841 milhões de euros), ou menos 16,2% em comparação com igual período de 2019.

A região administrativa especial chinesa importou 56 mil milhões de patacas (5,9 mil milhões de euros), ou menos 12,4 em termos anuais.

O défice da balança comercial nos nove primeiros meses do ano cifrou-se em 48,12 mil milhões de patacas (5,1 mil milhões de euros), menos 6,4 mil milhões de patacas (684 milhões de euros) em termos anuais. No período homólogo de 2019, o défice tinha sido de 54,5 mil milhões de patacas (5,8 mil milhões de euros).

Entre janeiro e setembro, o valor total do comércio externo de mercadorias foi de 63,8 mil milhões de patacas (6,8 mil milhões de euros), ou menos 12,9%, em relação aos 73,3 mil milhões de patacas (7,8 mil milhões de euros) no mesmo período de 2019.

EJ // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS