Pagamentos de retalho sobem cerca de 7% em 2018 a acompanhar economia

Os pagamentos de retalho aumentaram em 2018, acompanhando o crescimento da atividade económica, subindo 7,6% em número e 7,3% em valor face a 2017, com os cartões a representarem 86,6%, segundo dados do Banco de Portugal.

Pagamentos de retalho sobem cerca de 7% em 2018 a acompanhar economia

Pagamentos de retalho sobem cerca de 7% em 2018 a acompanhar economia

Os pagamentos de retalho aumentaram em 2018, acompanhando o crescimento da atividade económica, subindo 7,6% em número e 7,3% em valor face a 2017, com os cartões a representarem 86,6%, segundo dados do Banco de Portugal.

Segundo o Relatório dos Sistemas de Pagamentos relativo a 2018, em Portugal, o sistema processou 2,7 mil milhões de operações, no valor de 491,5 mil milhões de euros, com os cartões a serem o instrumento de pagamento mais utilizado, excluindo o numerário.

Em 2018, os cartões foram utilizados em 86,6% dos pagamentos a retalho.

No ano passado, por dia, foram realizadas, em média, 6,5 milhões de operações com cartão, com o valor médio por operação a situar-se nos 53 euros.

De acordo com o BdP, Portugal está entre os países da União Europeia (UE) com maior número de cartões ‘per capita’, cerca de dois cartões por habitante — acima da média de 1,6 na UE – ocupando a quarta posição em cartões/habitante (com base em dados de 2017).

No final do ano, existiam em Portugal 23,6 milhões de cartões de pagamento ativos registados nas diversas redes que operam em Portugal.

Relativamente a 2017, o número de cartões de débito aumentou 4,1%, para 21,8 milhões, e o número de cartões de crédito cresceu 2,3%, para 8,5 milhões (os cartões que tenham, simultaneamente, função de débito e de crédito são considerados em ambas as categorias).

Em 31 de dezembro, de acordo com os dados do BdP, havia 349 mil terminais de pagamento automático (mais 8,7% do que em 2017) e 14,1 mil caixas automáticos em Portugal, incluindo as diversas entidades que operam em Portugal (menos 2,3% do que em 2017).

Das operações efetuadas com cartão, 51% corresponderam a compras, 20% a operações de baixo valor e 19% a levantamentos.

As transferências com cartão, embora menos relevantes, foram as operações que mais cresceram: 27,7% em número e 13,5% em valor, totalizando 43,9 milhões de operações, no montante de 15 mil milhões de euros.

“Este aumento reflete o crescimento dos pagamentos imediatos assentes em cartão”, sinaliza o BdP.

As compras realizadas ‘online’ representaram 3,8% do número e 5,7% do valor total de compras realizadas com cartões nacionais (3,9% do número e 5,9% do valor, em 2017).

No final do ano, 74% dos terminais de pagamento automático e 38% dos cartões de pagamento permitiam pagamentos por aproximação (‘contactless’).

As compras com recurso à tecnologia ‘contactless’ aumentaram 157% em número e 170% em valor (42,7 milhões de operações, no valor de 599,2 milhões de euros). Ainda assim, representaram apenas 3,6% do número e 1,5% das compras presenciais realizadas em 2018.

ICO // MSF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS