Organização de empresários luso-canadianos quer expandir-se para outras áreas de Toronto

Organização de empresários luso-canadianos quer expandir-se para outras áreas de Toronto

A Federação de Empresários e Profissionais Luso-Canadianos (FPCBP) quer expandir-se para outras áreas de Toronto para acompanhar a comunidade portuguesa, disse hoje à agência Lusa uma fonte da direção.

“A nossa área de intervenção tem-se focado mais na Grande Área de Toronto (GTA), mas a comunidade portuguesa é maior, e expandiu-se para outros pontos da GTA, como é o caso de Mississauga”, afirmou a presidente da federação, Eduarda Lee Sousa-Lall.

A FPCBP, que assinala em dezembro o seu 37.º aniversário, assinou um acordo de parceria esta semana com a Câmara de Comércio de Mississauga (MBOT), uma cidade onde está localizada uma “grande comunidade portuguesa”.

O português é a “terceira língua mais falada” em Mississauga, uma cidade com 721 mil habitantes, dos quais cerca de 40 mil são portugueses e lusodescendentes, motivo de particular interesse para “ambas as partes envolvidas no acordo de colaboração”. 

“Existem muitos portugueses que residem em Mississauga. Dois dos elementos da Câmara de Comércio de Mississauga nasceram em Portugal. Um deles nem conhecia a federação e fez-se sócio, o que já é positivo para no início desta cooperação”, acrescentou. 

A Câmara de Comércio de Mississauga representa mais de 1.500 empresas nas diferentes comunidades étnicas e nas várias vertentes empresariais, pretendendo “expandir a sua interação com outras comunidades, nomeadamente com a portuguesa”. 

Além de permitir à Federação de Empresários e Profissionais Luso-Canadianos aumentar a “área de ação e o número de membros”, vai também proporcionar aos seus associados criar uma “rede com membros de outras comunidades” que estão ligados à MBOT. 

A nova direção da FPCBP liderada por Eduarda Lee Sousa-Lall Lee foi eleita na assembleia-geral de 30 de maio de 2018.

O elenco pretende continuar a apoiar os jovens de origem portuguesa que frequentam o ensino pós-secundário a continuarem os estudos, atribuindo-lhe bolsas de estudo na sua gala anual. 

“Queremos continuar a atribuir as bolsas de estudos aos jovens lusodescendentes para que estejam mais envolvidos com a comunidade portuguesa e com a federação. Na gala deste ano entregámos 43 bolsas de estudo, e queremos continuar a fazê-lo”, sublinhou. 

Outro dos planos da federação é explorar o Acordo Comercial e Global (CETA) entre o Canadá e a União Europeia que “pode ter um maior aproveitamento”. 

A FPCBP organiza no dia 27 de setembro o seu torneio de golfe anual, no Lionhead Golf Club & Conference Centre, localizado em Brampton, que também vai servir de “convívio e de ligação profissional entre os luso-canadianos”.

SEYM // VM

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Organização de empresários luso-canadianos quer expandir-se para outras áreas de Toronto

A Federação de Empresários e Profissionais Luso-Canadianos (FPCBP) quer expandir-se para outras áreas de Toronto para acompanhar a comunidade portuguesa, disse hoje à agência Lusa uma fonte da direção.