Operadora de jogo em Macau Sands China fecha 2019 com mais 7% de lucros

A operadora de jogo Sands China, com casinos em Macau, anunciou lucros líquidos de 2,04 mil milhões de dólares (1,84 mil milhões de euros) em 2019, um aumento de 7% em relação a 2018.

Operadora de jogo em Macau Sands China fecha 2019 com mais 7% de lucros

Operadora de jogo em Macau Sands China fecha 2019 com mais 7% de lucros

A operadora de jogo Sands China, com casinos em Macau, anunciou lucros líquidos de 2,04 mil milhões de dólares (1,84 mil milhões de euros) em 2019, um aumento de 7% em relação a 2018.

Em comunicado, o grupo, um dos três concessionários do jogo em Macau, apontou que em 2019 registou uma receita líquida de 8,81 mil milhões de dólares (7,95 mil milhões de euros)em 2019, comparando com 8,67 mil milhões de dólares (7,83 mil milhões de euros) no ano anterior.

Na mesma nota, o Sands China anunciou ainda que no último trimestre de 2019 obteve uma diminuição na receita líquida em 100 milhões de dólares, que se cifrou nos 2,25 mil milhões de dólares (2,03 mil milhões de euros).

Ainda assim, o lucro líquido do grupo no 4.º trimestre do ano passado foi de 513 milhões de dólares (463 milhões de euros), em comparação com 465 milhões de dólares (419 milhões de euros) no mesmo período em análise de 2018.

Os casinos de Macau fecharam 2019 com receitas de 292,46 milhões de patacas (cerca de 32,43 milhões de euros), menos 3,4% do que no ano anterior.

Em 2018, as receitas dos casinos tinham atingido um total de 302,85 milhões de patacas (cerca de 33,6 milhões de euros).

Capital mundial do jogo, Macau é o único local na China onde o jogo em casino é legal. Operam no território seis concessionárias: Sociedade de Jogos de Macau, fundada pelo magnata Stanley Ho, Galaxy, Venetian (Sands China), Melco Resorts, Wynn e MGM.

MIM // EJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS