Nunca fomos multados em absolutamente nada pela ERC, diz diretor de programas da TVI

O diretor-geral de antena e de programas da TVI, Bruno Santos, afirmou que a estação de Queluz nunca foi multada “em absolutamente nada” pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.

Nunca fomos multados em absolutamente nada pela ERC, diz diretor de programas da TVI

Nunca fomos multados em absolutamente nada pela ERC, diz diretor de programas da TVI

O diretor-geral de antena e de programas da TVI, Bruno Santos, afirmou que a estação de Queluz nunca foi multada “em absolutamente nada” pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.

“Nunca fomos multados em absolutamente nada pela ERC, é muito fácil apresentar queixa”, sublinhou o diretor-geral de antena e de programas da TVI, quando questionado sobre as queixas enviadas ao regulador dos media sobre o mais recente programa “Quem quer casar com o meu filho”.

Reiterou que a estação nunca foi multada “por nenhum tipo de conteúdos” e apontou que a TVI foi, sim, chamada à atenção e alvo de recomendações, mas nada mais do que isso.

“Temos orgulho nisso porque temos a preocupação” de cumprir, disse Bruno Santos, apontando que o programa em questão é “absolutamente despretensioso”.

“Há setores da sociedade que preferem a eterna abordagem do preconceito, a TVI é, sem dúvida nenhuma, a televisão mais inclusiva que existe em Portugal nos seus conteúdos, não tenho nenhum prurido em fazer essas afirmações”, afirmou Bruno Santos.

A guerra das audiências veio para ficar e a TVI não vai baixar os braços, quem o diz é Bruno Santos e o diretor de informação, Sérgio Figueiredo.

Do lado da área de programas de entretenimento, Bruno Santos adianta que vai haver novidades em breve, entre eles um ‘brand content’ (conteúdo de produto) denominado “Cabelo Pantene: Um Sonho”.

A ideia não é nova, a de entrosar as marcas com programas de televisão, e esta é uma aposta da TVI, a ser lançada ainda este semestre, que pretende “realizar o sonho de uma série” de jovens com base no cabelo, onde haverá jurados, fotógrafos de renome, e que arranca dentro de dois meses.

Além disso, “vamos ter ainda no primeiro semestre um ‘reality show’ mais clássico”, referiu Bruno Santos, preferindo não revelar ainda pormenores. “Vamos fazer uma coisa diferente”, confidenciou.

“Temos essa veleidade de querer surpreender sempre”, disse, salientando que o programa “Master Chef” vai começar proximamente as suas gravações.

“Temos estabilidade de liderança, não vamos negar que perdemos por uma margem curtíssima o mês passado para a SIC”, disse o responsável.

Mas, “perdemos um mês depois de liderar 150 meses consecutivos”, apontou O diretor-geral de antena e programas, manifestando-se convicto de que a TVI vai “manter a liderança” das audiências.

“A liderança de 2018 foi clara, como esperamos que a liderança em 2019 seja clara. Estamos permanentemente a intervir nos programas para melhorar a nossa ‘performance'”, sublinhou.

Bruno Santos disse que, além da guerra das audiências, há ainda outras guerras, mas das quais não lhe cabe falar.

No entanto, apontou, “é sempre bom deixar um recado: do que é que é ser uma empresa saudável e do que é que é ser uma empresa que não está plenamente saudável no mercado dos media”, que está em plena revolução.

“A TVI aposta conscientemente, investe conscientemente naquelas faixas onde acreditamos que o retorno é garantido e é certo. Ao mesmo tempo sabemos que a liderança é muito importante para o posicionamento” de um canal no mercado, sublinhou Bruno Santos.

“Já passei por muitos canais, mas sempre me surpreendeu a capacidade de reação e de inovação da TVI, a capacidade de força inerente de reinventar”, rematou o responsável.

ALU // EA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS