Número de passageiros por ferrovia e metro com “fortes aumentos” em 2019 — INE

O número de passageiros transportados por comboio em Portugal (175,3 milhões) aumentou 18,9% no ano passado e foram transportados 270 milhões de passageiros por metropolitano, mais 10,6% que no ano anterior, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística.

Número de passageiros por ferrovia e metro com

Número de passageiros por ferrovia e metro com “fortes aumentos” em 2019 — INE

O número de passageiros transportados por comboio em Portugal (175,3 milhões) aumentou 18,9% no ano passado e foram transportados 270 milhões de passageiros por metropolitano, mais 10,6% que no ano anterior, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística.

“Em 2019, o número de passageiros transportados por comboio (175,3 milhões) aumentou 18,9% (+3,9% em 2018). O respetivo volume de transporte aumentou 10,6%, após um aumento de 2,2% em 2018, atingindo um valor global de 5 mil milhões de passageiros-quilómetro”, lê-se nas Estatísticas dos Transportes e Comunicações 2019, hoje publicadas pelo INE.

Quanto ao metropolitano, em 2019, foram transportados 270 milhões de passageiros, uma subida de 10,6% em relação ao ano anterior, que tinha registado um aumento de 4,3%.

O metro de Lisboa transportou 183,1 milhões de passageiros, com um aumento de 8,2% (após subida de 4,7% em 2018).

Já o metro do Porto assegurou o transporte a 71,4 milhões passageiros, no ano análise (+13,9%; +3,4% em 2018).

Pelo Metro Sul do Tejo deslocaram-se 15,6 milhões de utentes, cabendo-lhe o maior aumento de entre os três sistemas de metropolitano (+26,4%, após +3,4% em 2018).

A rede ferroviária manteve-se estável, com a extensão total de 3.621 quilómetros (km) – o que representou uma diminuição de cerca de 100 metros face ao ano anterior — e o parque ferroviário era composto, em 2019, por 377 veículos de tração, 2.684 vagões e 1.008 veículos para transporte de passageiros.

Em 2019, as mercadorias transportadas por ferrovia (9,7 milhões de toneladas) registaram uma variação negativa de 8,4% (-0,5% em 2018) e o respetivo volume de transporte caiu 10,4% (tinha subido 0,5% em 2018).

Também o transporte rodoviário de passageiros registou um aumento no número de passageiros: 565,9 milhões, o que representou um aumento de 4,2% face ao ano anterior.

O consumo de combustíveis e energia no transporte rodoviário acelerou o crescimento em 2019 (+2,9%) e atingiu 5,7 milhões de toneladas equivalentes de petróleo (TEP), com o gasóleo a representar 78,8% do total e a gasolina 19,5%.

O parque de veículos rodoviários motorizados presumivelmente em circulação atingiu os sete milhões (+4,8%).

Já as vendas de veículos novos ligeiros de passageiros diminuíram 2% (tinham subido 2,8% em 2018) e atingiram 223.800 viaturas.

No sentido oposto, o número de veículos importados usados cresceu 2,9%, para um total de 79.500 veículos.

Relativamente aos portos marítimos nacionais, o movimento de mercadorias situou-se em 85,3 milhões de toneladas, uma diminuição de 5,6%, superior à registada em 2018 (-3,2%, face a 2017).

O porto de Sines movimentou 38,9 milhões de toneladas (-12,2% face a 2018) e representou 45,6% do total do movimento nacional, seguido por Leixões (21,0% do total) e Lisboa (12,3%), que aumentaram 1,6% e 0,6%, respetivamente.

MPE // JLG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS