México retoma troço de projeto turístico Train Maya suspenso por tribunal

O México retomou a construção de um troço do comboio turístico Train Maya, um projeto emblemático do Presidente Obrador, apesar da ordem de suspensão dos trabalhos por parte de um tribunal

México retoma troço de projeto turístico Train Maya suspenso por tribunal

México retoma troço de projeto turístico Train Maya suspenso por tribunal

O México retomou a construção de um troço do comboio turístico Train Maya, um projeto emblemático do Presidente Obrador, apesar da ordem de suspensão dos trabalhos por parte de um tribunal

O México retomou a construção de um troço do comboio turístico Train Maya, um projeto emblemático do Presidente Obrador, apesar da ordem de suspensão dos trabalhos por parte de um tribunal, avançou um órgão oficial. Os trabalhos foram retomados em 13 de julho, depois do Governo ter classificado em novembro os grandes projetos de infraestruturas públicas como questões de “segurança nacional”. Com a ordem, Andrés López Obrador quer proteger projetos de infraestruturas de possíveis recursos legais – o que atrasaria a construção -, e acelerar o processo de obtenção de licenças e autorizações.

Parlamento russo vai discutir nova lei contra “propaganda” homossexual
O parlamento da Rússia anunciou na segunda-feira que vai discutir um projeto de lei que prevê restrições ainda mais rigorosas ao que o Kremlin chama de “propaganda” homossexual (… continue a ler aqui)

O Train Maya “é um projeto de segurança nacional por causa dos caminhos-de-ferro”, apontou na segunda-feira Javier May, diretor do Fundo Nacional para o Desenvolvimento do Turismo (Fonatur), que está à frente do projeto de 1.500 quilómetros. O governo decidiu retomar os trabalhos na secção que liga as zonas turísticas da Playa del Carmen e Tulum, disse May. A construção do troço foi atrasada devido a alterações ao percurso e à descoberta de vestígios arqueológicos, de poços subterrâneos de água doce e de rios subaquáticos. No final de maio, um juiz suspendeu o projeto após vários recursos de organizações não-governamentais, que acusaram a ligação de violar normas ambientais. O governo interpôs recurso contra a suspensão.

A construção do troço foi atrasada devido a alterações ao percurso e à descoberta de vestígios arqueológicos

Na segunda-feira, as organizações Greenpeace e Save Me from the Train advertiram que o executivo de López Obrador estava a retomar os trabalhos ainda antes da decisão final do tribunal, defendendo que estes violam a lei e ameaçam os ecossistemas da Riviera Maya, conhecida zona turística do México. López Obrador, por sua vez, rejeitou as acusações, dizendo que provêm de “pseudo-ambientalistas”, ligados a grupos de interesse e à oposição. O Train Maya é um dos megaprojetos emblemáticos de Obrador, juntamente com o aeroporto Felipe Ángeles, inaugurado na Cidade do México, uma refinaria em Tabasco (sul) e a modernização de um corredor interoceânico.

A adjudicação do primeiro lote desta infraestrutura ferroviária foi concessionada ao conglomerado português Mota-Engil, em parceria com a China Communications Construction, num contrato de cerca de 636 milhões de euros, segundo um comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) em abril de 2020. “A Mota-Engil S.G.P.S., S.A. informa sobre a adjudicação à Mota-Engil México, numa parceria, liderada pela Mota-Engil com 58%, com a China Communications Construction Company, de um contrato para a construção do primeiro lote da nova infraestrutura ferroviária”, lia-se na nota.

Impala Instagram


RELACIONADOS