Metical valorizou-se 35% este ano mas deverá inverter os ganhos – Standard Bank

O metical, a moeda moçambicana, valorizou-se 35% para 55 meticais por dólar desde janeiro, mas “deverá provavelmente inverter alguns destes ganhos”, alertou o gabinete de estudos económicos do banco sul-africano Standard Bank.

Metical valorizou-se 35% este ano mas deverá inverter os ganhos - Standard Bank

Metical valorizou-se 35% este ano mas deverá inverter os ganhos – Standard Bank

O metical, a moeda moçambicana, valorizou-se 35% para 55 meticais por dólar desde janeiro, mas “deverá provavelmente inverter alguns destes ganhos”, alertou o gabinete de estudos económicos do banco sul-africano Standard Bank.

“O metical, a transacionar nos 55,5 por dólares, ganhou 35% desde o início do ano, ou 22,2% face ao período homólogo de 2020, mas deverá, no entanto, reverter provavelmente alguns destes ganhos, já que os exportadores começaram a suspender algumas conversões de moeda externa e os importadores regressaram ao mercado beneficiando dos ganhos recentes”, diz o banco.

Numa nota enviada aos investidores comentando a valorização do metical, e a que a Lusa teve acesso, os analistas em Moçambique deste banco sul-africano escrevem que “a liquidez de moeda externa e a dinâmica da oferta e da procura, bem como o sentimento negativo e os fundamentos económicos, implicam que esta taxa seja insustentável devido ao grande e histórico défice da balança corrente e à fraca perspetiva de investimento direto estrangeiro, pelo menos este ano, depois de uma série de ataques terroristas em Palma desde 24 de março”.

O metical está a ser uma das moedas com melhor desempenho a nível mundial desde o princípio do ano, invertendo a tendência de queda que vinha registando no ano passado e obrigando os analistas a refazerem as previsões para a evolução da moeda moçambicana.

“Numerosos fatores contribuíram para este estrelar, ainda que contra intuitivo, desempenho do metical nas últimas semanas”, escrevem os analistas, elencando, entre outros, o aumento da taxa de juro diretora em 300 pontos base em janeiro, que abrandou a procura por importações.

Além disso, salientam, também havia “a expetativa de que o Banco de Moçambique iria apoiar o mercado ao vender moeda externa para estabilizar o metical, uma clara mudança da perspetiva monetária de 2020, quando deixou o metical subir face ao dólar quase numa linha vertical durante o ano, o que serviu como uma almofada para as pressões da balança de pagamentos e ajudou a proteger as reservas externas”.

Entre os outros fatores apontados pelo departamento de estudos económicos do Standard Bank estão também os atrasos nos pagamentos dos importadores, que beneficiaram com a subida do metical, e o investimento direto estrangeiro para a indústria extrativa.

Na última semana, o metical estabilizou nos 61 por dólar, uma estagnação que o banco atribui à relutância dos exportadores em venderem abaixo dos 60 dólares e à nova política dos importadores, “mas a magnitude da correção cambial continua incerta”, concluem os analistas do banco sul-africano.

O metical esteve relativamente estável durante janeiro nos 75 meticais por dólar e começou a valorizar-se no final de fevereiro, tendo apreciado até chegar aos 61 meticais na sexta-feira, sendo necessário recuar a janeiro de 2020, antes da pandemia de covid-19, para encontrar a moeda moçambicana tão valorizada.

A valorização do metical segue-se a uma descida de cerca de 10% durante o ano passado no valor face ao dólar, e surge em contraciclo com as previsões da generalidade dos analistas, que anteviam uma queda ainda maior do metical este ano, e acontece apesar da onda de violência no norte do país, que catapultou Moçambique para o topo da agenda mediática internacional nas últimas semanas.

MBA // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS