Mercado de Londres vende bolsa de Itália à Euronext por 4.325 ME

A London Stock Exchange Group concordou em vender a Borsa Italiana ao operador pan-europeu de bolsa Euronext por 4.325 milhões de euros, afirmou hoje a LSE em comunicado.

Mercado de Londres vende bolsa de Itália à Euronext por 4.325 ME

Mercado de Londres vende bolsa de Itália à Euronext por 4.325 ME

A London Stock Exchange Group concordou em vender a Borsa Italiana ao operador pan-europeu de bolsa Euronext por 4.325 milhões de euros, afirmou hoje a LSE em comunicado.

A LSE confirmou em 18 de setembro que estava em negociações exclusivas com a Euronext, o que a tornou uma oferta não vinculativa de compra da bolsa de Milão, em parceria com os bancos italianos Intesa Sanpaolo SpA (ISP.MI) e Cassa Depositi e Prestiti Equity.

No comunicado, a Bolsa de Londres salienta que a transação está condicionada à obtenção da aprovação da Comissão Europeia (CE) para adquirir o fornecedor de dados financeiros Refinitiv.

Além dos 4.325 milhões de euros, a Bolsa de Londres receberá pela venda do mercado italiano “um montante adicional que reflete o dinheiro gerado até que a transação seja concluída”, explica o comunicado.

A LSE prepara-se para utilizar o capital líquido angariado para “liquidar dívidas em relação à transação do Refinitiv e para fins empresariais em geral”, diz a LSE.

A venda da Borsa italiana ao operador pan-europeu deverá estar concluída na primeira metade de 2021, enquanto a Bolsa de Londres espera concluir a compra do Refinitiv “no final de 2020 ou início de 2021”, adianta o comunicado.

Com a aquisição da Bolsa de Milão, a Euronext, que gere mercados em Londres, Paris, Dublin, Amesterdão, Bruxelas, Lisboa e Oslo, torna-se no operador principal dos mercados de capitais da Europa continental, sendo Itália o maior contribuinte de receitas para o grupo.

A LSE decidiu alienar a London Stock Exchange Group Holdings Italia (LSEG Italia), a empresa-mãe da Borsa Italiana, precisamente para obter a aprovação dos reguladores para adquirir o Refinitiv, num negócio avaliado em cerca de 27 mil milhões de dólares.

Em agosto, a LSE e o Refinitiv, com sede em Londres e Nova Iorque, confirmaram o acordo, que dará origem a um fornecedor líder mundial de infraestruturas financeiras.

Ao anunciar hoje o acordo com a Euronext, o presidente executivo (CEO) da Bolsa de Londres, David Schwimmer, disse que “continuam a ser feitos progressos na transação muito atrativa com a Refinitiv”.

“Acreditamos que a venda do grupo Borsa Italiana dará um contributo significativo para resolver as preocupações da União Europeia em matéria de concorrência”, disse.

Schwimmer salientou que a Bolsa de Milão “desempenhou um papel importante” na história da bolsa londrina e mostrou-se confiante que com a liderança da Euronext, o mercado italiano “continuará a desenvolver-se com sucesso e a contribuir para a economia italiana e para os mercados de capitais europeus”.

O homólogo na Borsa Italiana, Raffaele Jerusalmi, elogiou a relação “longa e bem-sucedida” com o grupo LSE, que “investiu e desenvolveu” o negócio ao longo dos últimos 12 anos.

“Estamos ansiosos por iniciar a próxima fase da nossa história, trabalhando em parceria com a Euronext, CDP Equity e Intesa Sanpaolo para continuar a desenvolver a empresa e contribuir para o desenvolvimento dos mercados de capitais europeus”, acrescentou.

MC // MSF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS