Mercado de ciclomotores, motociclos, triciclos e quadriciclos cai 5,8% em junho – ACAP

O mercado de ciclomotores, motociclos, triciclos e quadriciclos registou uma queda homóloga de 5,8% em junho, mas um crescimento de 11,3% no acumulado do ano, segundo a Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

Mercado de ciclomotores, motociclos, triciclos e quadriciclos cai 5,8% em junho - ACAP

Mercado de ciclomotores, motociclos, triciclos e quadriciclos cai 5,8% em junho – ACAP

O mercado de ciclomotores, motociclos, triciclos e quadriciclos registou uma queda homóloga de 5,8% em junho, mas um crescimento de 11,3% no acumulado do ano, segundo a Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

Em comunicado, a organização detalhou que, “em junho de 2019, o mercado dos representantes oficiais de marca a operar em Portugal, de veículos novos de duas rodas, triciclos e quadriciclos, registou uma queda de 5,8% face a igual mês do ano anterior, tendo sido matriculadas 3.403 unidades. Este resultado representa o primeiro decréscimo do mercado registado em 2019”.

A ACAP disse ainda que, “no primeiro semestre de 2019, foram matriculados 16.184 veículos em Portugal, o que correspondeu a um crescimento homólogo do número de unidades matriculadas de 11,3%”.

De acordo com a associação, “o mercado de ciclomotores novos matriculados pelos representantes oficiais das marcas totalizou 170 unidades em junho de 2019, tendo apresentado uma variação negativa de 41,4% face ao mês homólogo de 2018”.

Em termos acumulados, “nos seis meses de 2019, foram matriculados 912 ciclomotores, o que se traduziu num decréscimo de 25,9% relativamente a igual período do ano anterior”.

Por outro lado, em junho foram matriculados em Portugal 3.160 motociclos, o que representou um decréscimo de 2,1% face a igual mês de 2018, segundo a ACAP.

“Em termos acumulados, de janeiro a junho de 2019, o número de unidades matriculadas cresceu 15,1% face ao período homólogo do ano anterior, tendo sido colocados em circulação 14.694 novos motociclos”, lê-se no mesmo comunicado.

No que diz respeito aos quadriciclos, o número “situou-se nas 59 unidades matriculadas em junho de 2019, o que representou um decréscimo de 35,9% face a igual mês de 2018”, disse a ACAP.

Em termos acumulados, no primeiro semestre “as matrículas de quadriciclos registaram um acréscimo de 0,2% em relação ao período homólogo de 2018, tendo sido matriculados 512 quadriciclos”, segundo a associação.

ALYN // EA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS