Madeira com saldo global deficitário de 131,9 ME no primeiro semestre de 2021

A receita da Madeira diminuiu 4,9% e a despesa aumentou 9,8% até julho de 2021, face ao período homólogo de 2020, indicou hoje a Secretaria das Finanças, referindo que o saldo global consolidado é deficitário em 131,9 milhões de euros.

Madeira com saldo global deficitário de 131,9 ME no primeiro semestre de 2021

Madeira com saldo global deficitário de 131,9 ME no primeiro semestre de 2021

A receita da Madeira diminuiu 4,9% e a despesa aumentou 9,8% até julho de 2021, face ao período homólogo de 2020, indicou hoje a Secretaria das Finanças, referindo que o saldo global consolidado é deficitário em 131,9 milhões de euros.

“A contínua diminuição dos encargos com a dívida comercial, com as parcerias público privadas, com os juros da dívida pública e também a contração da despesa corrente não covid-19 não compensam o aumento da despesa direcionada para colmatar os efeitos adversos diretos e indiretos da pandemia”, refere a secretaria regional.

Os dados constam do Boletim de Execução Orçamental do Governo Regional da Madeira, que já se encontra disponível para consulta ‘online’, através do endereço https://www.madeira.gov.pt/srfinancas.

Até ao final de julho de 2021, e em termos homólogos, as receitas de IRC reduziram 49,7% (cerca de 8,8 milhões de euros), as receitas de IRS decresceram 11,0% (cerca de 8,8 milhões de euros) e as receitas de IVA contraíram 7,4% (cerca de 19,2 milhões de euros).

Pelo contrário, a despesa efetiva do Governo Regional registou um aumento de 9,8%, mas o boletim da Secretaria das Finança assinala que, excluindo as despesas associadas a encargos com as Parcerias Público Privadas, com os juros e com encargos assumidos e não pagos em anos anteriores, a variação homóloga é positiva em 74,3 milhões de euros.

“Será de realçar que, à semelhança do ano anterior, mais de metade da despesa (superior a 58,6% da despesa total) foi canalizada para a área social, onde se destaca o setor da Saúde com uma execução orçamental de 243,4 milhões de euros e a Educação com 198,6 milhões de euros”, refere.

Por outro lado, o passivo acumulado da Administração Pública Regional reportado ao final de julho de 2021 ascendia a 145,1 milhões de euros, dos quais 53,3% são respeitantes a obrigações do Governo Regional.

DC // MCL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS