Lucros da operadora de jogo de Macau MGM caem quase 50% no primeiro trimestre

Macau, China, 03 mai 2022 (Lusa) — A operadora de jogo em Macau MGM China anunciou hoje uma queda de 45,8% nos lucros ilíquidos no primeiro trimestre de 2022, em comparação com igual período de 2021.A MGM China apresentou um EBITDA (resultados antes de impostos, juros, depreciações e amortizações) ajustado de 45,7 milhões de dólares […]

Lucros da operadora de jogo de Macau MGM caem quase 50% no primeiro trimestre

Lucros da operadora de jogo de Macau MGM caem quase 50% no primeiro trimestre

Macau, China, 03 mai 2022 (Lusa) — A operadora de jogo em Macau MGM China anunciou hoje uma queda de 45,8% nos lucros ilíquidos no primeiro trimestre de 2022, em comparação com igual período de 2021.A MGM China apresentou um EBITDA (resultados antes de impostos, juros, depreciações e amortizações) ajustado de 45,7 milhões de dólares […]

Macau, China, 03 mai 2022 (Lusa) — A operadora de jogo em Macau MGM China anunciou hoje uma queda de 45,8% nos lucros ilíquidos no primeiro trimestre de 2022, em comparação com igual período de 2021.

A MGM China apresentou um EBITDA (resultados antes de impostos, juros, depreciações e amortizações) ajustado de 45,7 milhões de dólares de Hong Kong (5,5 milhões de euros), de acordo com um comunicado.

No primeiro trimestre de 2022, a operadora registou receitas no valor de 2,1 mil milhões de dólares de Hong Kong (253,5 milhões de euros), menos 8,9% do que no mesmo trimestre do ano passado.

De acordo com resultados divulgados pela companhia mãe da MGM China, a norte-americana MGM Resorts, a queda deveu-se a uma descida de 59% nas apostas em bacará nas salas de grandes apostadores (VIP).

Dados oficiais da Direção de Inspeção e Coordenação de Jogos (DICJ), divulgados em 19 de abril, as receitas do jogo VIP nos casinos de Macau fixaram-se em 4,8 mil milhões de patacas (554,9 milhões de euros) nos primeiros três meses de 2022, menos 47% do que no mesmo período de 2021.

Em novembro do ano passado, a indústria do jogo de Macau foi afetada pela queda do maior angariador de apostas VIP do mundo, a Suncity, quando as autoridades de Macau decretaram a prisão preventiva do então diretor executivo do grupo Alvin Chau.

Poucos dias depois, a Suncity anunciou o fim das operações relacionadas com os angariadores de jogadores, já depois de, em 30 de novembro, ter encerrado as salas de jogo VIP em Macau, sendo que o grupo estava presente em mais de 40% dos casinos do território.

Em 30 de janeiro, a Polícia Judiciária de Macau anunciou a detenção de mais dois empresários por suspeitas de exploração ilícita do jogo, branqueamento de capitais e associação criminosa, incluindo o líder do grupo Tak Chun, com licença para operar como ‘junket’.

O número de licenças de promotores de jogo em Macau emitidas para este ano pela DICJ caiu de 85 para 46.

A MGM China, com dois casinos em Macau, tinha encerrado as contas de 2021 com um EBITDA positivo em 389,9 milhões de dólares de Hong Kong (43,8 milhões de euros).

No entanto, este valor representa uma queda de mais de 90% em comparação com o registado em 2019, antes do início da pandemia de covid-19.

Nos primeiros quatro meses deste ano, os casinos de Macau obtiveram 20,8 mil milhões de patacas (2,4 mil milhões de euros), ou menos 36,2%, em relação a igual período do ano passado, de acordo com os últimos dados da DICJ.

Desde meados de fevereiro, a China — atualmente a única fonte de jogadores para os casinos de Macau — tem imposto confinamentos em várias cidades e regiões devido à pior vaga de covid-19 desde o início da pandemia.

Como resultado, as receitas do jogo em Macau caíram 68,1% em abril para 2,7 mil milhões de patacas (314 milhões de euros), o valor mensal mais baixo desde setembro de 2020.

VQ (JMC) // EJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS