Linha de crédito de 50ME para o ‘Brexit’ deverá estar disponível na próxima semana

O ministro Adjunto e da Economia afirmou hoje que a linha de crédito de 50 milhões de euros para apoiar as empresas portuguesas que exportam para o Reino Unido, no âmbito do ‘Brexit’, deverá estar disponível na próxima semana.

Linha de crédito de 50ME para o 'Brexit' deverá estar disponível na próxima semana

Linha de crédito de 50ME para o ‘Brexit’ deverá estar disponível na próxima semana

O ministro Adjunto e da Economia afirmou hoje que a linha de crédito de 50 milhões de euros para apoiar as empresas portuguesas que exportam para o Reino Unido, no âmbito do ‘Brexit’, deverá estar disponível na próxima semana.

“Essa linha estará disponível nos bancos, julgo, que na próxima semana”, disse o ministro Siza Vieira numa audição conjunta das comissões parlamentares dos Assuntos Europeus e da Economia sobre os impactos do processo de saída do Reino Unido da União Europeia (UE).

Em resposta aos deputados, Siza Vieira afirmou ainda que os 50 milhões de euros representam um montante “adequado”, uma vez que nem todas as empresas deverão recorrer à linha de crédito.

“Não julgamos que as 2.500 empresas exportadoras para o Reino Unido precisem todas elas de recorrer a esta linha”, considerou o ministro.

Siza Vieira adiantou que a pauta aduaneira temporária que o Reino Unido apresentou e que vigorará durante um ano, caso não haja acordo para a saída da UE, mostra que 84% das exportações portuguesas para o país “continuarão isentas de direitos aduaneiros”.

“Há, no entanto, algumas linhas pautais que passarão a ser objeto de direitos aduaneiros e algumas delas são importantes”, acrescentou, dando como exemplos as exportações automóveis ou suas componentes ou os têxteis lar, “produtos que passarão a ter alguma tributação”.

Em 15 de janeiro, o Governo anunciou que iria disponibilizar 50 milhões de euros para apoiar as empresas portuguesas que exportam para o Reino Unido, para mitigar o impacto da saída do país da União Europeia (‘Brexit’).

A medida faz parte de um pacote que o executivo quer pôr em ação para fazer face no caso de um ‘hard Brexit’, ou seja, saída do Reino Unido da União Europeia sem acordo.

DF (IM) // JNM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS