Ligação fluvial entre o Seixal e Lisboa suspensa a partir de segunda-feira para obras

A Transtejo informou hoje que a ligação fluvial entre o Seixal e Lisboa será suspensa a partir de segunda-feira, por 45 dias, devido a obras de melhoramento, mas será assegurado transporte rodoviário até ao terminal de Almada.

Ligação fluvial entre o Seixal e Lisboa suspensa a partir de segunda-feira para obras

Ligação fluvial entre o Seixal e Lisboa suspensa a partir de segunda-feira para obras

A Transtejo informou hoje que a ligação fluvial entre o Seixal e Lisboa será suspensa a partir de segunda-feira, por 45 dias, devido a obras de melhoramento, mas será assegurado transporte rodoviário até ao terminal de Almada.

“A partir de segunda-feira, 26 de outubro, o transporte fluvial de passageiros do Seixal- Cais do Sodré- Seixal, é alterado por necessidade de intervenção marítima no Terminal Fluvial do Seixal”, no distrito de Setúbal, anunciou a empresa, em comunicado.

Segundo a nota, a obra abrange uma área total de 450 metros quadrados que “não é compatível com a operação fluvial, pelo que a empresa é forçada a suspender a atracação”, por um período estimado de 45 dias.

No entanto, frisou que a oferta de transporte de e para Lisboa continuará a ser garantida através de um “serviço especial de transporte em autocarro” entre o terminal do Seixal e o de Cacilhas, em Almada, no distrito de Setúbal.

Segundo a empresa, durante os dias úteis, este transporte rodoviário vai estar disponível das 06:00 às 23:30, com uma frequência de 20 a 20 minutos, enquanto aos sábados será operado entre as 07:00 e as 22:00 e aos domingos e feriados entre as 08:00 e as 22:00, ambos com uma frequência de 60 minutos.

Além disso, indicou, o título de transporte da ligação do Seixal passa a estar válido na ligação rodoviária e em todos os terminais fluviais da Transtejo (Almada e Montijo) e da Soflusa (Barreiro), no distrito de Setúbal. 

“Esta alteração visa minimizar o impacto da obra no dia-a-dia dos cerca de 2.400 passageiros que, atualmente, usam diariamente a ligação fluvial Seixal – Cais do Sodré, a bordo dos catamarãs Transtejo e Soflusa”, referiu.

De acordo com a administração, trata-se de um investimento de 425 mil euros, que inclui a dragagem, colocação de novas estacas e a substituição do pontão de embarque e desembarque para “garantir a continuidade e melhoria de prestação do serviço público de transporte fluvial de passageiros”.

“A Transtejo Soflusa lamenta os inconvenientes causados por esta alteração de serviço e agradece a compreensão dos seus clientes”, mencionou.

A Transtejo assegura as ligações fluviais entre o Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão, no distrito de Setúbal, e Lisboa, enquanto a Soflusa é responsável por ligar o Barreiro à capital.

 

DYBS // JPF

Lusa/Fim

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS