Italiano Fabio Panetta é o único candidato ao Conselho Executivo do BCE

O nome do italiano Fabio Panetta, vice-governador do Banco de Itália, foi o único proposto para suceder ao francês Benoit Coeuré no Conselho Executivo do Banco Central Europeu (BCE), cujo mandato termina no final do ano, foi hoje anunciado.

Italiano Fabio Panetta é o único candidato ao Conselho Executivo do BCE

Italiano Fabio Panetta é o único candidato ao Conselho Executivo do BCE

O nome do italiano Fabio Panetta, vice-governador do Banco de Itália, foi o único proposto para suceder ao francês Benoit Coeuré no Conselho Executivo do Banco Central Europeu (BCE), cujo mandato termina no final do ano, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, informa que, após ter pedido aos países da zona euro para apresentarem candidatos para a sucessão de Benoit Coeuré naquela estrutura do BCE, apenas foi apresentado “um nome”.

“Itália propôs Fabio Panetta, vice-governador do Banco da Itália”, indica Mário Centeno numa nota divulgada hoje, dia em que acaba o prazo para candidaturas.

O mandato de Benoit Coeuré termina em 31 de dezembro e a sua sucessão será discutida na próxima reunião do Eurogrupo, que se realiza no dia 09 de outubro, sendo que o único nome em cima da mesa é, então, o do italiano Fabio Panetta.

Nessa reunião será analisada e discutida e candidatura, esperando-se que, no dia seguinte, o Ecofin — Conselho onde estão representados os ministros da Economia e das Finanças da União Europeia (UE) — adote uma recomendação ao Conselho Europeu.

Para isso, terá de haver uma votação por maioria qualificada, que é reforçada no caso dos países da zona euro, implicando que pelo menos 14 dos 19 Estados-membros com moeda única tenham de dar aval à recomendação.

Os membros para o Conselho Executivo do BCE são escolhidos através de uma recomendação do Ecofin ao Conselho Europeu, onde estão representados os chefes de Governo, havendo ainda uma consulta ao BCE e ao Parlamento Europeu, segundo as normas comunitárias.

Caberá, depois, ao Conselho Europeu tomar uma decisão final, o que deverá acontecer até final do ano.

À margem deste processo está também a decorrer a mudança na liderança do BCE, com o atual presidente, Mario Draghi, a deixar o cargo em 31 de outubro, sendo sucedido por Christine Lagarde.

ANE // MSF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS