Inovação deve ser política prioritária transversal a todas as áreas do Governo -- PM

Inovação deve ser política prioritária transversal a todas as áreas do Governo — PM

O primeiro-ministro, António Costa, defendeu hoje que a inovação tem de ser vista como um motor de desenvolvimento e uma política prioritária transversal a todas as áreas do Governo.

Lisboa, 09 jul (Lusa) — O primeiro-ministro, António Costa, defendeu hoje que a inovação tem de ser vista como um motor de desenvolvimento e uma política prioritária transversal a todas as áreas do Governo.


“Contribui para mudar a imagem do país, como contribui a seleção nacional, o Turismo, uma boa recuperação dos básicos das nossas finanças públicas. O facto de hoje no mundo se saber que Portugal é um país com recursos humanos altamente qualificados, empresas altamente inovadoras e uma dinâmica muito grande de criatividade assente no ecossistema de ‘startups’ tem sido essencial para atrair um conjunto de investimentos que por alguma razão não vinha para Portugal e agora vem”, disse o governante.


António Costa falava hoje em Lisboa na apresentação das novas medidas do programa Startup Portugal para promover o empreendedorismo, entre as quais a abertura de um centro de inovação no Turismo e a linha ADN Start Up.


Segundo o governante, a inovação “tem de ser uma política prioritária transversal a todas as áreas do Governo”.


“Obviamente, só há inovação quando temos recursos humanos capazes de inovar e, por isso, o investimento na Educação é absolutamente essencial”, disse.


O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, responsável pela apresentação das novas medidas, destacou o papel de Portugal como “destino de investimento” na área tecnológica.


“Portugal está no mapa dos investidores internacionais”, disse.


O programa Startup Portugal vai ter 19 novas medidas para promover o empreendedorismo, entre as quais a abertura de um centro de inovação no Turismo e a linha ADN Start Up, que visam setores como o Turismo, Comércio e Restauração.


No caso do Startup Voucher, a novidade neste apoio destinado ao desenvolvimento de projetos em fase de ideia é que as candidaturas são hoje abertas, com 400 vagas, incluindo pela primeira vez projetos candidatos da região de Lisboa.


A regularidade de abertura destes avisos será de duas vezes por ano.


No programa Momentum, que é um apoio destinado a recém-graduados e finalistas do ensino superior que tenham beneficiado de bolsas de ação social durante o curso e que no final pretendam desenvolver uma ideia de negócio, a novidade é que o número de projetos apoiados “aumentará significativamente”, estimando-se “a abertura de 50 vagas por ano”, segundo o ministério de Manuel Caldeira Cabral.


No que respeita ao Vale Incubação, apoio a empresas com menos de um ano na área do empreendedorismo, a novidade é a “aceitação de candidaturas em contínuo e aumento do valor máximo de apoio para 7.500 euros, exceto Lisboa (5.000 euros)”, sendo que o próximo aviso será aberto este mês.


Entre as novas medidas de apoio ao empreendedorismo está também a abertura de um centro de inovação no Turismo com uma ‘digital academy’ (academia digital) e uma incubadora especializada no setor.


A Estratégia Nacional para o Empreendedorismo – Startup Portugal foi lançada em 2016 como uma das prioridades do Governo para fomentar a competitividade da economia, criação de emprego e atração de investimento.



ICO (ALU) // CSJ

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Inovação deve ser política prioritária transversal a todas as áreas do Governo — PM

O primeiro-ministro, António Costa, defendeu hoje que a inovação tem de ser vista como um motor de desenvolvimento e uma política prioritária transversal a todas as áreas do Governo.