Incêndios: Governo declara situação de alerta para distritos a norte do Tejo e Portalegre

O Governo determinou hoje a declaração da situação de alerta em 14 distritos do território continental entre as 00:00 de domingo e as 23:59 de terça-feira, face ao risco de incêndio.

Incêndios: Governo declara situação de alerta para distritos a norte do Tejo e Portalegre

Incêndios: Governo declara situação de alerta para distritos a norte do Tejo e Portalegre

O Governo determinou hoje a declaração da situação de alerta em 14 distritos do território continental entre as 00:00 de domingo e as 23:59 de terça-feira, face ao risco de incêndio.

Oeiras, Lisboa, 04 set 2020 (Lusa) — O Governo determinou hoje a declaração da situação de alerta em 14 distritos do território continental, todos a norte do rio Tejo, incluindo Portalegre, entre as 00:00 de domingo e as 23:59 de terça-feira, face ao risco de incêndio.

“É expectável que o risco de incêndio vá aumentar, estamos a falar de um aumento da temperatura, da redução dos níveis de humidade relativa e do aumento do vento, portanto, por tudo isto, foi decisão da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) elevar para alerta laranja todos os distritos a norte do Tejo, Portalegre incluído”, afirmou a secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, numa conferência de imprensa na sede da ANEPC, em Carnaxide, Oeiras, distrito de Lisboa.

Neste âmbito, o Governo decidiu declarar a situação de alerta, a partir de domingo até terça-feira, “exatamente para os mesmo distritos, ou seja, para todos os distritos acima do Tejo, Portalegre também incluído”, avançou Patrícia Gaspar, reforçando que se prevê “um período em que qualquer ignição, qualquer faísca, junto do espaço rural pode efetivamente propiciar uma ocorrência de grandes dimensões”.

“Tolerância zero ao uso do fogo”, apelou a secretária de Estado da Administração Interna, lembrando que a situação de alerta traz um conjunto de proibições e de restrições, nomeadamente a proibição de circulação e permanência nos espaços florestais e “são totalmente proibidas queimas e queimas, assim como fogo-de-artifício, trabalhos nos espaços rurais e nos espaços florestais, sobretudo como maquinaria”.

 

SSM // HB

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS