GVC fecha acordo para a compra da Bet.pt

O Grupo GCV acaba de confirmar o seu regresso a Portugal, ao comprar a casa de apostas Bet.pt por um valor inicial de €50M.

GVC fecha acordo para a compra da Bet.pt

GVC fecha acordo para a compra da Bet.pt

O Grupo GCV acaba de confirmar o seu regresso a Portugal, ao comprar a casa de apostas Bet.pt por um valor inicial de €50M.

O Grupo GCV acaba de confirmar o seu regresso a Portugal, ao comprar a casa de apostas Bet.pt por um valor inicial de €50M. Segundo os termos deste acordo, o grupo originário de Londres paga agora €50M e mais €10M durante os próximos dois anos, se forem atingidos alguns objetivos.

O Grupo GCV já tinha mantido presença no mercado Português, através da sua marca de apostas desportivas Bwin, mas em 2015 decidiu retirar-se do mercado, após a aprovação da Lei de jogos em Portugal, que aumentou os impostos sobre a faturação das apostas desportivas de 8 para 16%.

Esse novo regime de taxa de imposto sobre o jogo em Portugal, tinha tornado o seu funcionamento inviável naquela altura.

A Bet.pt foi o segundo operador de apostas desportivas em Portugal a obter uma licença após a criação da regulamentação. Atualmente muitas outras casas já entraram também no mercado das apostas. O mesmo se aplica a sites de casino online como os apresentados em portugal.casinobillions.com, onde muitos gostam de jogar e tentar a sorte.

“Temos o prazer de dar as boas-vindas à Bet.pt ao Grupo GVC. Estamos impressionados com a qualidade do negócio e o seu significativo crescimento desde o seu lançamento,” lê-se no comunicado do GVC. “Esta aquisição está alinhada com a nossa estratégia de crescimento em novos mercados regulamentados e baseia-se no nosso forte histórico de compra de marcas nacionais e transformá-las em líderes de mercado.”

“Através do acesso aos conteúdos de jogos, tecnologia e competências de marketing digital da GVC, acreditamos que o Bet.pt pode construir a sua posição como líder de mercado em Portugal.”

A GCV tem a expectativa que no mercado em Portugal, consiga até 2023 dobrar a sua faturação, para valores na ordem dos €450M. O Grupo é também o proprietário da Ladbrokes e da Coral. Tem também como objetivo expandir o seu negócio em toda a Peninsula Ibérica.

A GVC viu a sua receita liquida aumentar 12% no terceiro trimestre deste ano.

Shay Segev, CEO da GVC, afirmou: Este foi mais uma vez, um período bom para a GVC. Conseguimos o 19º trimestre consecutivo de crescimento online de 2 dígitos, através dos ganhos em participações de mercado em todos os nossos principais territórios. O impulso que estamos a assistir em todo o grupo é um testemunho claro da resiliência do nosso modelo de negócio altamente diversificado, a atratividade das nossas marcas e produtos, o poder da nossa plataforma de tecnologia e o trabalho árduo e dedicado das nossas equipas em todo o mundo.”

“Embora o risco de mais restrições em virtude do Covid-19, nos faça estar cautelosos quanto às perspetivas de curto prazo, a longo prazo estamos confiantes de que seremos capazes de continuar a obter um crescimento sustentável para todas as nossas partes interessadas.”

Impala Instagram


RELACIONADOS