Grupo da Forbes lança revista dedicada à lusofonia em África

O grupo editorial Emerald Europe anunciou hoje o lançamento da revista Forbes África Lusófona, que vai abordar, com uma edição a cada dois meses, temas dedicados aos seis países lusófonos africanos.

Grupo da Forbes lança revista dedicada à lusofonia em África

Grupo da Forbes lança revista dedicada à lusofonia em África

O grupo editorial Emerald Europe anunciou hoje o lançamento da revista Forbes África Lusófona, que vai abordar, com uma edição a cada dois meses, temas dedicados aos seis países lusófonos africanos.

“A Forbes anuncia o lançamento da revista Forbes África Lusófona, o primeiro título internacional a cobrir Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique e São Tomé e Príncipe enquanto um todo com potencial económico unido pela língua portuguesa”, lê-se numa nota.

A revista, acrescenta-se no comunicado, “pretende trazer para a ribalta os grandes empresários ao lado das ‘startups’ mais inovadoras que compõem o tecido empresarial” destas seis economias cujo Produto Interno Bruto (PIB) “ronda, em conjunto, os 100 mil milhões de dólares”, cerca de 85 mil milhões de euros.

“Somos mais fortes juntos e vamos conectar os empresários lusófonos, de forma a criarmos sinergias reais que saiam do papel e influenciem, para melhor, a comunidade”, afirmou a diretora editorial do novo projeto, Nilza Rodrigues, citada na nota.

A equipa, totalmente composta por elementos lusófonos, já lançou a primeira edição, que “tem como palavra de ordem ‘coesão’, no sentido da unidade que se pretende alcançar, respeitando as diferenças de cada país, mas unidos na economia e na cultura”.

Exemplo disso reside na capa no primeiro número, “fotografada pelo são-tomense Herberto Smith e tendo como modelo o português Mauro Lopes, com ascendência angolana e cabo-verdiana”.

A Forbes Portugal e a Forbes África Lusófona são detidas, desde abril último, pelo Emerald Group, através da Emerald Europe, sua subsidiária europeia focada em investimento de impacto e inovação que detém 40% do jornal digital Polígrafo e vê assim reforçada a sua presença nos media lusófonos, conclui-se no comunicado.

MBA // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS