Greve ao trabalho extraordinário na CP não provocou supressões – empresa

A greve dos trabalhadores da CP ao trabalho extraordinário e aos feriados, que se prolonga até ao final do mês, não provocou hoje qualquer supressão, indicou à Lusa fonte oficial da empresa.

Greve ao trabalho extraordinário na CP não provocou supressões - empresa

Greve ao trabalho extraordinário na CP não provocou supressões – empresa

A greve dos trabalhadores da CP ao trabalho extraordinário e aos feriados, que se prolonga até ao final do mês, não provocou hoje qualquer supressão, indicou à Lusa fonte oficial da empresa.

“Hoje não se registaram supressões”, adiantou, à Lusa, fonte oficial da CP — Comboios de Portugal, sem avançar mais detalhes.

Os trabalhadores da CP vão estar em greve ao trabalho extraordinário, em dias de descanso e feriados, reivindicando o aumento dos salários, em linha com a taxa de inflação.

A paralisação foi convocada pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Setor Ferroviário.

Num aviso publicado no ‘site’ da CP, a empresa tinha antecipado possíveis perturbações em todos os serviços, como atrasos e supressões de comboios.

“Aos clientes que já tenham bilhetes adquiridos para viajar em comboios dos serviços alfa pendular, intercidades, internacional, inter-regional e regional será permitido o reembolso do valor total do bilhete adquirido ou a sua revalidação, sem custos. Estes pedidos devem ser apresentados em cp.pt/contactos ou nas bilheteiras até 10 dias, após terminada a greve”, indicou.

No dia 01 de junho, os trabalhadores das bilheteiras estiveram em greve, um protesto que levou ao encerramento de cerca de 80% dos postos de venda de títulos de transporte, segundo fonte sindical.

PE (RRA) // CSJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS