Galp acorda venda da participação em plataforma flutuante no Brasil por cerca de 85 ME

A Galp chegou a acordo com a Petrobras para a venda da participação que detém na plataforma flutuante P-71, que se encontra em construção no Brasil, por 100 milhões de dólares (cerca de 85 milhões de euros).

Galp acorda venda da participação em plataforma flutuante no Brasil por cerca de 85 ME

Galp acorda venda da participação em plataforma flutuante no Brasil por cerca de 85 ME

A Galp chegou a acordo com a Petrobras para a venda da participação que detém na plataforma flutuante P-71, que se encontra em construção no Brasil, por 100 milhões de dólares (cerca de 85 milhões de euros).

A informação foi divulgada pela petrolífera portuguesa em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) na terça-feira à noite.

A Galp refere que juntamente com a Petrobras e Shell, com quem tem uma parceria no consórcio BM-S-11, foi acordada a venda à Petrobras das participações detidas na plataforma flutuante P-71 no “enquadramento para desenvolvimentos futuros nos campos gigantes de Tupi e Iracema, localizados no pré-sal da Bacia de Santos”.

No âmbito deste enquadramento, será elaborado “um Plano de Desenvolvimento atualizado para os campos com o objetivo de identificar projetos de desenvolvimento adicionais resilientes aos baixos preços do petróleo”.

A Galp irá receber 30% dos 100 milhões de dólares ainda este ano e o remanescente será pago em “diferentes prestações ao longo do ano de 2021”.

Além da “preservação de caixa a curto prazo”, decorrente da venda da plataforma, os acordos representam, segundo a empresa, “um passo claro na ambição de longo prazo da Galp em aumentar o fator de recuperação de Tupi e Iracema, apoiando o desenvolvimento de opções de criação de valor e aumentando ainda mais a eficiência e a resiliência de longo prazo destes projetos”.

A Galp, através da Petrogal Brasil, detém uma participação de 9,209% nos campos de Tupi e de 10% nos de Iracema, enquanto a Petrobras detém 65% e a Shell 25%.

 

ICO // EA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS