Exportações portuguesas para Luanda diminuem 15% em 2018

Exportações portuguesas para Luanda diminuem 15% em 2018

As exportações de bens portugueses para Angola caíram 15,2% no ano passado, face a 2017, para 1.514 milhões de euros, enquanto as importações mais que triplicaram (233%) para 928,6 milhões de euros.

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), o saldo da balança comercial é favorável a Portugal em 586 milhões de euros.

Em 2018, Angola era o oitavo cliente e o 12.º fornecedor de Lisboa, enquanto Portugal era o 12.º cliente e segundo fornecedor de Luanda.

Segundo os dados disponíveis, em 2017 havia 5.838 empresas exportadoras para Angola, um ligeiro aumento face às 5.513 um ano antes, mas ainda muito longe das 9.431 apontadas há quase cinco anos.

Entre os principais produtos exportados para Angola no ano passado constam as máquinas e aparelhos (que representam quase um quarto – 24,8% – do total vendido a Luanda), seguida de agrícolas (14,3%) e químicos (12%).

Em 2018, as vendas de máquinas e aparelhos para Lua

nda caíram 14,2% face ao ano anterior, para 375 milhões de euros, as de produtos agrícolas recuaram 23,2%, para 217 milhões de euros, com as de químicos a seguirem a mesma tendência, diminuindo 11,9%, para 181,8 milhões de euros.

No que respeita às compras, o petróleo representa praticamente a totalidade das importações portuguesas (97,9%), totalizando 909,5 milhões de euros. Este valor compara com 90,8 milhões de euros em 2017.

Relativamente às exportações de serviços para Angola, em 2018 recuaram 14,7%, para 844,5 milhões de euros, enquanto as importações aumentaram 13,5%, para 174,6 milhões de euros, o que representa um saldo positivo da balança comercial para Portugal de 669,9 milhões de euros.

No total, as exportações de bens e serviços para Luanda caíram 14,7%, para 2.376 milhões de euros, enquanto as importações subiram 140% para 1.036 milhões de euros, com um saldo positivo para Portugal de 1.340 milhões de euros.

O Presidente português inicia na terça-feira uma visita de quatro dias a Angola, onde irá estar na capital e nas províncias de Benguela e Huíla.

Marcelo Rebelo de Sousa estará acompanhado pelos ministros dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, e da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, bem como pela secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Teresa Ribeiro, e por uma delegação parlamentar.

ALU // PJA

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Exportações portuguesas para Luanda diminuem 15% em 2018

As exportações de bens portugueses para Angola caíram 15,2% no ano passado, face a 2017, para 1.514 milhões de euros, enquanto as importações mais que triplicaram (233%) para 928,6 milhões de euros.