Expansão da FIL em Lisboa prevê “quase triplicar área expositiva” em investimento de 150ME

A expansão da Feira Internacional de Lisboa prevê que “a área expositiva quase triplique”, para cerca de 111.000 metros quadrados, num investimento superior a 150 milhões de euros.

Expansão da FIL em Lisboa prevê

Expansão da FIL em Lisboa prevê “quase triplicar área expositiva” em investimento de 150ME

A expansão da Feira Internacional de Lisboa prevê que “a área expositiva quase triplique”, para cerca de 111.000 metros quadrados, num investimento superior a 150 milhões de euros.

Lisboa, 13 mar (Lusa) — A expansão da Feira Internacional de Lisboa (FIL) prevê que “a área expositiva quase triplique”, para cerca de 111.000 metros quadrados, nos próximos 10 anos, num investimento global superior a 150 milhões de euros, anunciou hoje a Fundação AIP.

No âmbito da sessão comemorativa dos 20 anos das instalações da FIL — Centro de Exposições e Congressos de Lisboa, no Parque das Nações, o presidente da Fundação AIP, Jorge Rocha de Matos, disse que o plano de ampliação das atuais instalações visa “criar condições para proporcionar ao país uma infraestrutura que possa acolher mais e maiores eventos de âmbito nacional e internacional”.

Além de quase triplicar a área expositiva, o plano de expansão da FIL, que será realizado em fases durante os “próximos 10 anos”, poderá “incluir a construção de um novo hotel, da responsabilidade de outro investidor”, avançou a Fundação AIP, que promove as iniciativas realizadas na FIL.

“Numa primeira fase do plano, que se prevê implementada em 2020, a estratégia consiste em fechar o espaço de ligação entre os quatro pavilhões, bem como a expansão do Pavilhão 4, aumentando a área de exposição para 58.000 metros quadrados, o que permitirá potenciar eventos que já decorrem na FIL”, indicou a mesma entidade, que tem como missão o desenvolvimento das atividades das empresas portuguesas, contribuindo para o crescimento da economia nacional.

Ainda na fase inicial, “ampliando a área expositiva para 78.000 metros quadrados, está também prevista a construção de um edifício longitudinal aos quatro pavilhões, a um nível superior por cima da atual área técnica e do parque de cargas e descargas, uma estrutura polivalente para exposições, salas de reunião e sessões paralelas, fundamentais para a futura atração de grandes congressos e eventos internacionais”, segundo a informação avançada pela Fundação AIP, num comunicado distribuído aos jornalistas na sessão comemorativa dos 20 anos das instalações da FIL no Parque das Nações.

De acordo com a Fundação AIP, a segunda fase do projeto de expansão da FIL incluirá a construção de um novo edifício, que albergará um auditório para 5.000 pessoas, dois pavilhões de grandes dimensões, assim como salas de reuniões e instalações subterrâneas de suporte à realização de grandes eventos, permitindo alcançar a área expositiva final de 111.000 metros quadrados.

SYSM // MLS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS