Estado regularizou 3.231 milhões de euros de dívida à Parpública em 4 anos

O Estado regularizou cerca de 70% da dívida que tinha com a Parpública desde 2017, num total de 3.231 milhões de euros, valores devidos pela receita de privatizações que a empresa pública entregou e não foram compensados.

Estado regularizou 3.231 milhões de euros de dívida à Parpública em 4 anos

Estado regularizou 3.231 milhões de euros de dívida à Parpública em 4 anos

O Estado regularizou cerca de 70% da dívida que tinha com a Parpública desde 2017, num total de 3.231 milhões de euros, valores devidos pela receita de privatizações que a empresa pública entregou e não foram compensados.

No seu relatório e contas, hoje publicado, o grupo, que é detido pelo Estado, referiu que o Orçamento do Estado para 2021 “manteve as autorizações necessárias e o processo de regularização da dívida pôde prosseguir, tendo permitido reduzir o seu valor em 633 milhões de euros, situando-se em 1.358 milhões de euros em 31 de dezembro de 2021”.

De acordo com a e empresa, “em apenas quatro anos, foi possível regularizar uma parcela de 3.231 milhões de euros, que corresponde a 70% do valor em dívida no início de 2017”.

A Parpública indicou ainda que a redução verificada no ano passado “resultou de o Estado ter disponibilizado os recursos necessários para a Parpública pagar os juros vencidos e reembolsar o empréstimo obrigacionista, no montante total de 622,5 milhões de euros, que atingiu a maturidade em julho de 2021. Em novembro foram ainda disponibilizados 10,5 milhões de euros para pagamento dos juros do empréstimo obrigacionista de 250 milhões de euros, cujo vencimento ocorrerá em 2026”.

Ainda assim, a dívida do Estado, no final de 2021, representava 32,3% do ativo total do grupo.

O lucro da Parpública subiu para cerca de 137 milhões de euros em 2021, acima dos 80 milhões de euros alcançados no ano anterior, disse o grupo a 31 de maio. 

Em comunicado, a sociedade gestora de participações sociais do Estado referiu que o resultado de 2021 se aproximou do registado em 2019, ano de pré-pandemia, quando ascendeu a 139 milhões de euros.

“O Grupo continua a evidenciar uma capacidade de resiliência e flexibilidade, comprovado pelo facto de todos os segmentos de negócio terem apresentado resultados positivos, num ambiente adverso ditado pela pandemia”, pode ler-se no comunicado.

Em 2021, o investimento global do Grupo rondou os 188 milhões de euros, “um aumento de 29% face ao valor de 2019 (146 milhões de euros), o que é de assinalar se tivermos em conta o enquadramento económico de cada um dos anos”, refere.

O grupo manteve ainda a sua estratégia de redução de endividamento, tendo o passivo consolidado sido reduzido em 707 milhões de euros em 2021, essencialmente suportado pela ‘holding’ Parpública, “a qual registou uma diminuição do endividamento na ordem dos 600 milhões de euros”.

 

ALYN (CSJ) // MSF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS