ERSE alerta para poupança até 26 euros por ano no gás natural liberalizado

A ERSE, com base em dados do terceiro trimestre, calcula uma poupança até 26 euros por ano no mercado liberalizado de gás natural, quando comparado com o do mercado regulado.

ERSE alerta para poupança até 26 euros por ano no gás natural liberalizado

ERSE alerta para poupança até 26 euros por ano no gás natural liberalizado

A ERSE, com base em dados do terceiro trimestre, calcula uma poupança até 26 euros por ano no mercado liberalizado de gás natural, quando comparado com o do mercado regulado.

Lisboa, 04 nov 2019 (Lusa) — A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), com base em dados do terceiro trimestre, calcula uma poupança até 26 euros por ano no mercado liberalizado de gás natural, quando comparado com o do mercado regulado.

“No terceiro trimestre de 2019, no conjunto de ofertas comerciais disponíveis, existiam poupanças significativas no mercado liberalizado, quando comparado com o mercado regulado”, afirma o regulador, em comunicado hoje divulgado.

As poupanças no mercado liberalizado de gás natural variaram entre 11 euros por ano, para um casal com quatro filhos, e 26 euro/ano para um casal sem filhos.

“As poupanças possíveis no mercado liberalizado são superiores no caso de contratos ‘duais’ [eletricidade e gás natural], quando comparados com contratos de gás natural”, afirma a Erse, adiantando que, em termos relativos, as poupanças anuais no mercado liberalizado “podem representar” entre 5% a 9% face à oferta do mercado regulado.

Quanto à evolução dos preços das ofertas de gás natural, ao longo do terceiro trimestre, a Erse diz que a diferença entre a oferta de gás mais competitiva e a menos competitiva se manteve “praticamente constante”, apresentando uma “ligeira diminuição” face ao trimestre anterior.

Já quanto à evolução dos preços das ofertas ‘duais’, a Erse diz que a diferença entre a oferta ‘dual’ mais competitiva e a menos competitiva se manteve “praticamente constante”, com exceção do quarto trimestre de 2018, no qual se regista um aumento desta diferença que, no terceiro trimestre de 2019, foi de 98 euro/ano.

“Em comparação com as tarifas reguladas no gás e na eletricidade, verifica-se que a oferta comercial ‘dual’ de menor preço é sempre mais competitiva do que as tarifas do mercado regulado”, conclui o regulador.

No terceiro trimestre de 2019 existiam oito comercializadores com ofertas de gás e seis comercializadores com ofertas ‘duais’.

VP // MSF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS