ERC não se opõe à operação de compra da dona da TVI

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social anunciou que não se opõe à operação de compra da Media Capital pela Cofina, tendo remetido o parecer à Autoridade da Concorrência.

ERC não se opõe à operação de compra da dona da TVI

ERC não se opõe à operação de compra da dona da TVI

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social anunciou que não se opõe à operação de compra da Media Capital pela Cofina, tendo remetido o parecer à Autoridade da Concorrência.

“O Conselho Regulador da ERC — Entidade Reguladora para a Comunicação Social deliberou não se opor à operação de concentração da Cofina e Media Capital, sem prejuízo das ressalvas enunciadas na respetiva deliberação, por não se concluir que tal operação coloque em causa os valores do pluralismo e da diversidade de opiniões, cuja tutela incumbe à ERC aí acautelar”, afirma, em comunicado a entidade.

“O parecer foi já remetido à Autoridade da Concorrência, dele tendo sido notificada a requerente da operação”, adianta.

Em 21 de setembro, a Cofina, dona do Correio da Manhã e Jornal de Negócios, entre outros, anunciou que tinha chegado a acordo com a espanhola Prisa para comprar a totalidade das ações que detém na Media Capital, valorizando a empresa (‘enterprise value’) em 255 milhões de euros. A operação de compra inclui também a dívida da Media Capital.

A Cofina pediu o registo da Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a Media Capital em 11 de outubro, último dia do prazo para o fazer.

A Cofina, empresa liderada por Paulo Fernandes, espera que a compra da Media Capital resulte em sinergias de 46 milhões de euros.

A dona do Correio da Manhã estima que a compra esteja concluída no primeiro semestre de 2020.

ALU/DF // HB

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS