Emissão de dívida subordinada do BCP deverá ser entre 400ME e 500ME

O banco BCP pretende colocar entre 400 e 500 milhões de euros na emissão de dívida subordinada, segundo a agência de informação financeira Bloomberg.

Emissão de dívida subordinada do BCP deverá ser entre 400ME e 500ME

Emissão de dívida subordinada do BCP deverá ser entre 400ME e 500ME

O banco BCP pretende colocar entre 400 e 500 milhões de euros na emissão de dívida subordinada, segundo a agência de informação financeira Bloomberg.

A maturidade da operação é a 10 anos e taxa de juro da operação apontada fica acima de 4%.

Na quinta-feira, o banco BCP anunciou ao mercado que mandatou quatro bancos — Credit Suisse, Goldman Sachs, JP Morgan e o próprio Millennium BCP — para a emissão de dívida subordinada (de maior risco para os investidores) com prazo de “10 anos e seis meses e possibilidade de reembolso antecipado, por parte do banco, uma vez decorridos cinco anos e seis meses”.

O objetivo do BCP, referiu, é que estes títulos de dívida venham a contar como instrumentos de capital de fundos próprios de nível 2.

Os bancos são obrigado a ter fundos próprios suficientes para cobrir perdas e o montante de capital exigido depende do risco associado aos ativos de cada banco.

Aos fundos próprios são atribuídos determinados graus, consoante a sua qualidade e risco, sendo os de nível 2 os que permitem ao banco reembolsar os depositantes e os credores privilegiados em caso de insolvência.

IM // CSJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS