EDPR planeia aumento de capital de 1.500 ME para financiar investimentos

A EDP Renováveis planeia um aumento de capital de cerca de 1.500 milhões de euros para financiar parcialmente o plano de investimentos, foi hoje comunicado ao mercado.

EDPR planeia aumento de capital de 1.500 ME para financiar investimentos

EDPR planeia aumento de capital de 1.500 ME para financiar investimentos

A EDP Renováveis planeia um aumento de capital de cerca de 1.500 milhões de euros para financiar parcialmente o plano de investimentos, foi hoje comunicado ao mercado.

“A EDP — Energias de Portugal e a EDP Renováveis divulgaram ao mercado o seu ‘strategic update’ 2021-25 […], no qual a EDP apresentou um plano de investimentos de c. 24 mil milhões de euros em transição energética e a EDPR um plano de investimentos de c. 19 mil milhões para implementar c.20 GW [gigawatts] de renováveis até 2025. Para financiar parcialmente o seu plano de investimentos, a EDPR está a planear um aumento de capital de c. 1,5 mil milhões de euros”, lê-se no comunicado remetido à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Neste sentido, o Citigroup Global Markets Europe AG e a Morgan Stanley Europe foram mandatados para lançar um ‘accelerated bookbuilding'(ABB – venda acelerada) de ações da EDPR para alcançar um encaixe de aproximadamente 1.500 milhões de euros.

O ABB, que tem agora início, é exclusivamente dirigido a investidores profissionais, sendo que, após a sua conclusão, a empresa vai determinar o preço de colocação e o montante final do encaixe.

Segundo a informação remetida ao mercado, no sentido de facilitar a formação de preço, a EDP vai emprestar “ações EDPR aos bancos” que, por sua vez, vão colocá-las junto de investidores profissionais.

Após a conclusão do ABB, a elétrica vai propor um aumento de capital no valor equivalente ao encaixe bruto.

A aprovação do aumento de capital vai ser proposta na assembleia-geral de acionistas da EDPR em 12 de abril.

“Sujeito à resolução favorável da assembleia-geral de acionistas da EDPR, os bancos subscreverão integralmente o aumento de capital e devolverão tais ações à EDP”, apontou.

Caso a EDPR proponha o aumento de capital, a EDPR “irá comprometer-se irrevogavelmente a votar favoravelmente” o mesmo na assembleia-geral.

Se o aumento de capital não for executado, o acordo de empréstimo de ações vai ser liquidado através do encaixe bruto do ABB.

“Na sequência do anúncio do preço de colocação e do encaixe bruto do ABB, espera-se que os investidores recebam a sua alocação de ações EDPR aproximadamente no dia 5 de março de 2021”, adiantou a empresa.

Na sessão de hoje da bolsa, as ações da EDPR subiram 0,43% para 18,74 euros.

PE // CSJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS