Edifícios licenciados diminuem 14,7% e obras concluídas caem 2,8% no 2.º trimestre – INE

Os edifícios licenciados diminuíram 14,7%, para cinco mil, e as obras concluídas decresceram 2,8%, para 3,4 mil, no segundo trimestre deste ano face ao período homólogo de 2019, divulgou hoje o INE.

Edifícios licenciados diminuem 14,7% e obras concluídas caem 2,8% no 2.º trimestre - INE

Edifícios licenciados diminuem 14,7% e obras concluídas caem 2,8% no 2.º trimestre – INE

Os edifícios licenciados diminuíram 14,7%, para cinco mil, e as obras concluídas decresceram 2,8%, para 3,4 mil, no segundo trimestre deste ano face ao período homólogo de 2019, divulgou hoje o INE.

Comparativamente com o trimestre anterior, o número de edifícios licenciados decresceu 16% (contra um aumento de mais 2,4% no 1.º trimestre de 2020) e o número de edifícios concluídos diminuiu 21,9% (mais 11,5% no 1º trimestre de 2020).

Segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), os edifícios licenciados em construções novas desceram 12% e o licenciamento para reabilitação caiu 21,6%.

Dos cinco mil edifícios licenciados no segundo trimestre, 72,6% eram construções novas e, destas, 82,6% destinaram-se a habitação familiar.

Os edifícios licenciados para demolição (320 edifícios) corresponderam a 6,4% do total de edifícios licenciados no 2.º trimestre de 2020.

As regiões autónomas da Madeira e dos Açores foram as únicas a apresentar aumentos no número de edifícios licenciados, de mais 13,8% e 5,2%, respetivamente, enquanto todas as regiões do continente apresentaram decréscimos, destacando-se o Algarve e a Área Metropolitana de Lisboa com quedas de 30,7% e 27,0%, respetivamente.

Quanto a obras concluídas, no 2.º trimestre, o INE estima que tenham sido concluídos 3,4 mil edifícios em Portugal, correspondendo, na sua maioria, a construções novas (78,7%), das quais 78,2% tiveram como destino a habitação familiar.

A Área Metropolitana de Lisboa, o Alentejo e a Região Autónoma da Madeira tiveram os crescimentos mais significativos nos edifícios concluídos, com aumentos de 33,4%, 16,2% e 6,6%, respetivamente.

Já as restantes regiões apresentaram decréscimos, destacando-se o Algarve (-31,4%) e a Região Autónoma dos Açores (-26,8%).

As obras concluídas em construções novas em Portugal aumentaram 2% face ao 2.º trimestre de 2019, enquanto as obras de reabilitação diminuíram 17,3%.

Comparando com o trimestre anterior, as obras concluídas em construções novas decresceram 18,7% e as obras de reabilitação caíram 31,7%.

A Área Metropolitana de Lisboa, o Alentejo, a Região Autónoma da Madeira e o Norte apresentaram os crescimentos maiores nas obras concluídas em construções novas (+47,6%, +16,2%, +2,3% e +0,8%, respetivamente), enquanto a Região Autónoma dos Açores registou a maior queda (-28,5%), seguindo-se o Algarve (-19,1%) e o Centro (-15,2%).

VP // EA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS