Desabamento parcial de prédio na zona de Miami mata uma pessoa

O desabamento de parte de um prédio na área de Miami, Florida, matou pelo menos uma pessoa durante a madrugada de hoje e deu início a uma grande operação de busca e resgate.

Desabamento parcial de prédio na zona de Miami mata uma pessoa

Desabamento parcial de prédio na zona de Miami mata uma pessoa

O desabamento de parte de um prédio na área de Miami, Florida, matou pelo menos uma pessoa durante a madrugada de hoje e deu início a uma grande operação de busca e resgate.

Segundo o jornal The Washington Post, 10 pessoas ficaram feridas após o colapso parcial de um prédio na cidade norte-americana de Surfside pelas 02:00 locais (07:00 em Lisboa), na intersecção entre a Rua 88 e a Avenida Collins.

O resgate está a ser feito com o auxílio de mais de 80 veículos do departamento de bombeiros Miami-Dade.

O ‘mayor’ (presidente da câmara municipal) de Surfside, Charles Burkett, confirmou que 10 pessoas foram tratadas no local por ferimentos, duas foram levadas ao hospital e pelo menos uma pessoa morreu. As autoridades estimam que possa haver mais mortos.

Charles Burkett considerou ao canal NBC que “parece que uma bomba explodiu” e que o colapso parcial foi “uma falha catastrófica daquele prédio”.

Segundo o presidente de câmara, dezenas de residentes foram retirados, à semelhança de ocupantes de 50 quartos de um hotel próximo, e que residentes de pelo menos 15 apartamentos precisam de alojamento temporário.

O jornal local Miami Herald indica que o prédio parcialmente destruído tinha 12 andares e mais de 130 apartamentos e foi construído em 1981.

O colapso provocou uma nuvem de destroços nas ruas adjacentes, segundo a Associated Press.

O diretor do centro de emergências de Miami-Dade, Frank Rollason, estimou, durante a manhã, que todos os sobreviventes terão sido resgatados do prédio e que mais de 70 unidades de habitação foram destruídas ou danificadas.

Um centro de reunificação familiar foi criado pelo Miami-Dade Fire Rescue para quem procura parentes desaparecidos ou qualquer pessoa cujo paradeiro seja desconhecido.

As fotografias mostram a destruição de quase metade do prédio localizado à beira-mar e varandas quase cortadas a meio, com uma grande pilha de destroços, cimento e ferro.

O teto do prédio estava a ser alvo de obras, mas ainda é desconhecido se isso estará ligado à causa do acidente.

Santo Mejil, de 50 anos, disse ao Miami Herald que a sua mulher, que se encontrava no prédio para cuidar de uma idosa, ligou durante a madrugada.

“Ela disse que ouviu uma grande explosão. Parecia um terramoto”, disse Santo Mejil ao jornal, acrescentando que a mulher saiu do prédio com ajuda de uma equipa de resgate.

 

EYL // PMC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS