Défice comercial dos EUA baixa para mínimos de 2016

O défice no comércio internacional de bens e serviços dos Estados Unidos diminuiu 8,2% em novembro, ficando em 43.100 milhões de dólares, o mais baixo desde 2016, informou hoje o Departamento de Comércio.

Défice comercial dos EUA baixa para mínimos de 2016

Défice comercial dos EUA baixa para mínimos de 2016

O défice no comércio internacional de bens e serviços dos Estados Unidos diminuiu 8,2% em novembro, ficando em 43.100 milhões de dólares, o mais baixo desde 2016, informou hoje o Departamento de Comércio.

Trata-se do segundo recuo mensal consecutivo e do nível mais baixo desde a chegada de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos em 2017.

Em novembro, as exportações norte-americanas subiram 0,7% para 208.600 milhões de dólares, enquanto as importações desceram 1% para 251.700 milhões de dólares.

Este é o défice comercial mais baixo desde outubro de 2016.

O défice acumulado nos primeiros 11 meses de 2019 é 0,7% menor do que o desequilíbrio registado no mesmo período de 2018.

A continuar este ritmo, 2019 pode ser o primeiro ano a registar uma redução no saldo comercial negativo que os Estados Unidos registam desde 2013.

O défice no comércio de bens com a China baixou 15,6% e nos primeiros 11 meses teve uma redução de 61.300 milhões de dólares em relação ao mesmo período de 2018, ficando em 319.800 milhões de dólares.

Estes dados foram divulgados uma semana antes de ser assinada a primeira fase do acordo comercial com a China, um entendimento destinado a travar a guerra comercial entre Washington e Pequim que se prolonga há mais de 18 meses.

Inicialmente foi anunciado que na cerimónia de assinatura, a realizar em Washington, estariam presentes Trump e o presidente chinês, Xi Jinping, mas depois foi indicado que a delegação de Pequim seria liderada pelo vice-primeiro-ministro Liu He.

EO // MSF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS