Dados do desemprego deixam Wall Street hesitante

A bolsa de Nova Iorque começou hoje a sessão sem uma tendência definida, após ter sido anunciado que a taxa de desemprego baixou em fevereiro nos Estados Unidos.

Dados do desemprego deixam Wall Street hesitante

Dados do desemprego deixam Wall Street hesitante

A bolsa de Nova Iorque começou hoje a sessão sem uma tendência definida, após ter sido anunciado que a taxa de desemprego baixou em fevereiro nos Estados Unidos.

Às 14:55 (hora de Lisboa), o índice Dow Jones subia 0,18% para 30.988,71 pontos e o Nasdaq, dominado pelo setor tecnológico, recuava 0,48% para 12.661,47 pontos.

O índice alargado S&P 500 avançava 0,46% para 3.785,30 pontos.

O Departamento do Trabalho indicou hoje que a taxa de desemprego nos Estados Unidos desceu uma décima e ficou em 6,2% em fevereiro, com uma forte criação de emprego.

Em fevereiro, a economia norte-americana criou 379.000 postos de trabalho, um número muito superior aos 200.000 esperados pelos analistas.

A taxa de desemprego, que era de 3,5% antes da pandemia, atingiu 14,7% em abril passado, devido ao impacto da crise sanitária, mas depois começou a descer gradualmente e nos últimos três meses de 2020 manteve-se abaixo dos 7%. Em janeiro tinha ficado em 6,3%.

Na quinta-feira, a bolsa nova-iorquina fechou em baixa, após declarações do presidente do banco central norte-americano, Jerome Powell, sobre as perspetivas económicas, que fizeram subir os juros da dívida pública dos Estados Unidos.

Powell não se mostrou preocupado com as taxas das obrigações e minimizou os receios quando a um possível aumento da inflação no futuro, alegando que seria temporário.

EO // EA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS