Custo da eletricidade desce 4% em Portugal no 1.º semestre mas é a 8.ª mais cara

Portugal teve no 1.º semestre do ano o segundo maior recuo homólogo dos preços da eletricidade para consumo privado (-4,1%) entre os Estados-membros da UE, mas apresenta a 8.ª mais cara.

Custo da eletricidade desce 4% em Portugal no 1.º semestre mas é a 8.ª mais cara

Custo da eletricidade desce 4% em Portugal no 1.º semestre mas é a 8.ª mais cara

Portugal teve no 1.º semestre do ano o segundo maior recuo homólogo dos preços da eletricidade para consumo privado (-4,1%) entre os Estados-membros da UE, mas apresenta a 8.ª mais cara.

Bruxelas, 26 nov 2019 (Lusa) — Portugal teve no primeiro semestre do ano o segundo maior recuo homólogo dos preços da eletricidade para consumo privado (-4,1%) entre os Estados-membros da União Europeia (UE), mas apresenta a oitava mais cara, segundo o Eurostat.

Entre o primeiro semestre de 2018 e os primeiros seis meses deste ano, as maiores descidas nos preços da eletricidade para consumo doméstico registaram-se na Dinamarca (-4,3%), Portugal (-4,1%), Polónia (-3,1%) e Grécia (-1,3%), enquanto as maiores subidas foram observadas na Holanda (20,3%), Chipre (16,4%), Lituânia (14,4%) e República Checa (12,0%).

Portugal ficou, entre janeiro e junho, no oitavo lugar da tabela dos preços da eletricidade para uso doméstico (21,5 euros por 100 quilowatt/hora, incluindo taxas e impostos), com a Alemanha no topo da tabela (30,9 euros por 100 kWh), seguida da Dinamarca (29,8 euros) e da Bélgica (28,4 euros).

A Bulgária (9,9 euros por 100kWh), a Hungria (11,2 euros) e a Lituânia (12,5 euros) apresentaram os preços mais baixos da eletricidade.

Na média da UE, o preço da eletricidade para consumo doméstico aumentou de 20 para 21 euros por 100 quilowatts a hora.

IG // MSF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS