Covid-19: Madeira com descidas de 59,8% de hóspedes e de 71% de dormidas em agosto

Os alojamentos turísticos na Madeira registaram em agosto quebras de 59,8% ao nível dos hóspedes e de 71% em relação a dormidas, quando comparado com igual mês do ano anterior, revelou hoje a Direção Regional de Estatística da região (DRAM).

Covid-19: Madeira com descidas de 59,8% de hóspedes e de 71% de dormidas em agosto

Covid-19: Madeira com descidas de 59,8% de hóspedes e de 71% de dormidas em agosto

Os alojamentos turísticos na Madeira registaram em agosto quebras de 59,8% ao nível dos hóspedes e de 71% em relação a dormidas, quando comparado com igual mês do ano anterior, revelou hoje a Direção Regional de Estatística da região (DRAM).

Segundo a estimativa rápida da DRAM, , “em agosto de 2020, o setor do alojamento turístico deverá ter registado a entrada de 58,4 mil hóspedes e 266,1 mil dormidas, o que corresponde a variações homólogas de -59,8% e -71,0%, respetivamente (-79,4% e -86,0% em julho, pela mesma ordem)”.

A DREM sublinha que, excluindo o alojamento local com menos de 10 camas, “as dormidas do alojamento turístico apresentam um decréscimo de 72,3% relativamente a agosto de 2019, uma variação mais penalizadora que a verificada a nível nacional (-47,2%)”.

A Direção Regional de Estatísticas realça ainda “o diferencial significativo entre os números das dormidas de julho (116,4 mil) e agosto (266,1 mil)”.

As dormidas de residentes em Portugal terão diminuído 19,4% (-54,4% em julho) atingindo as 127,1 mil e representando 47,8% do total, enquanto as de não residentes terão decrescido 81,7% (-91,2% no mês anterior), situando-se em 138,9 mil.

Os hóspedes entrados com residência no país terão sido 35,5 mil, o que se traduz num decréscimo de 5,1% (-45,5% em julho) estimando-se os hóspedes não residentes em 22,9 mil (recuo homólogo de 78,7%, menos pronunciado que no mês anterior em que foi de 89,5%).

Os principais mercados emissores de não residentes mantiveram decréscimos expressivos em agosto (superiores a 70%), embora menores que no mês precedente.

O mercado do Reino Unido foi o que registou a quebra mais acentuada com -84,0% de dormidas (-97,3% em julho), seguido do francês com -83,0% (-92,3%) e do alemão com -71,3% (-83,4% no mês precedente).

Em agosto, 49,4% dos estabelecimentos de alojamento turístico terão estado encerrados ou não registaram movimento de hóspedes (65,2% em julho), devido à pandemia da covid-19.

Porém, a hotelaria contabilizava, no mês de referência, 68,9% dos estabelecimentos com movimento de hóspedes (54,3% em julho).

A DREM adianta que os resultados mais detalhados relativos a agosto de 2020 serão publicados no dia 15 de outubro.

A Madeira tem atualmente 61 casos ativos de infeção por covid-19 e um total cumulativo de 222 infetados, segundo o último boletim do Instituto da Administração de Saúde.

EC // MLS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS