Covid-19: Índice da atividade empresarial em Moçambique desce para 47,5 pontos

O índice que mede a atividade empresarial em Moçambique caiu de 49,3 pontos em dezembro de 2020 para 47,5 pontos em janeiro, sinalizando “uma forte deterioração na economia do setor privado” no país.

Covid-19: Índice da atividade empresarial em Moçambique desce para 47,5 pontos

Covid-19: Índice da atividade empresarial em Moçambique desce para 47,5 pontos

O índice que mede a atividade empresarial em Moçambique caiu de 49,3 pontos em dezembro de 2020 para 47,5 pontos em janeiro, sinalizando “uma forte deterioração na economia do setor privado” no país.

“O Índice PMI Moçambique sinalizou uma deterioração mais forte durante janeiro, a produção e as novas encomendas caíram abruptamente, depois de quase terem estabilizado no final do ano passado, com as empresas a cortarem a despesa nas compras”, lê-se num comunicado enviado pelo Standard Bank à Lusa.

O Índice do Poder de Compra das Empresas (PMI) mede a atividade empresarial, com os valores abaixo de 50 a significarem uma degradação das condições empresariais.

A queda de janeiro “indica uma deterioração sólida nas condições empresariais e foi a mais rápida dos últimos quatro meses”, para além de ter sido a maior desde abril de 2020, lê-se ainda no comunicado.

O emprego, por outro lado, aumentou pelo terceiro mês sucessivo em janeiro, acelerando para o valor mais rápido em 12 meses.

Comentando os resultados, o economista-chefe do Standard Bank em Moçambique, Fáusio Mussá, disse que o país, “após um ano de 2020 que se revelou desafiante, iniciou também 2021 de modo conturbado”, com o aumento dos casos de covid-19 no início do ano a, “provavelmente, diminuir o otimismo e limitar a recuperação económica”.

Os possíveis atrasos nos projetos de gás natural levaram a que “as previsões do crescimento do PIB a médio prazo fossem revistas e passassem a apresentar valores mais conservadores”, acrescentou o economista-chefe.

África registou nas últimas 24 horas mais 703 mortes por covid-19 para um total de 93.071 óbitos, e 14.644 novos casos de infeção, segundo os mais recentes dados oficiais da pandemia no continente.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número total de infetados nos 55 Estados-membros da organização é de 3.609.519 e o de recuperados nas últimas 24 horas é de 39.879, para um total de 3.114.033 desde o início da pandemia.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.253.813 mortos resultantes de mais de 103,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

MBA // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS