Bruxelas revê em alta crescimento na zona euro para valor mais alto da década

A Comissão Europeia reviu hoje em alta as projeções de crescimento económico da zona euro para 2017, que estima agora que atinja os 2,2%, “o ritmo mais rápido numa década” e significativamente acima das previsões da primavera (1,7%).

Bruxelas revê em alta crescimento na zona euro para valor mais alto da década

Bruxelas revê em alta crescimento na zona euro para valor mais alto da década

A Comissão Europeia reviu hoje em alta as projeções de crescimento económico da zona euro para 2017, que estima agora que atinja os 2,2%, “o ritmo mais rápido numa década” e significativamente acima das previsões da primavera (1,7%).

A Comissão Europeia reviu hoje em alta as projeções de crescimento económico da zona euro para 2017, que estima agora que atinja os 2,2%, “o ritmo mais rápido numa década” e significativamente acima das previsões da primavera (1,7%).

Nas previsões económicas de outono hoje divulgadas em Bruxelas, o executivo comunitário melhora também largamente as perspetivas de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do conjunto da União Europeia a 28, esperando um valor de 2,3% para o corrente ano, quando nas previsões da primavera, divulgadas em maio, perspetivava 1,9%.

Bruxelas espera que o crescimento económico mantenha o mesmo ritmo nos próximos dois anos tanto na zona euro como no conjunto da UE, projetando valores de 2,1% para 2018 e de 1,9% em 2019, em ambos os casos, o que representa também uma revisão em alta relativamente às anteriores previsões (na primavera avançava com projeções de crescimento do PIB para o próximo ano de 1,8% na zona euro e de 1,9% na UE).

Num primeiro comentário às previsões de outono, o comissário europeu dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, apontou que, “após cinco anos de uma retoma moderada, o crescimento europeu entrou numa fase de aceleração”, com “boas notícias” em várias frentes — “o número de empregos aumentou, o investimento subiu e as finanças públicas estão a ser fortalecidas” -, mas advertiu que “o nível elevado da dívida e o fraco crescimento dos salários continuam a ser um problema”.

Veja mais notícias em destaque:

Polícia prende homem que arrastou cão preso a carro durante vários quilómetros
Noiva morre no momento em que atira o buquê na Amadora
Eurovisão 2018: Salvador Sobral «está a preparar-se» para estar na final
Marido de Vanessa Oliveira ignora notícias de detenção
A mulher que todas imitam está em Portugal
A primeira foto da bebé de Bernardina Brito

Impala Instagram


RELACIONADOS