Bruxelas estima que economia francesa deverá crescer 5,5% este ano, após recuo de 8,3% em 2020

A economia francesa deverá crescer 5,5% este ano e 4,4% em 2022, face ao previsto no outono, quando Bruxelas apontava, respetivamente, para os 5,8% e os 3,1%, segundo a Comissão Europeia.

Bruxelas estima que economia francesa deverá crescer 5,5% este ano, após recuo de 8,3% em 2020

Bruxelas estima que economia francesa deverá crescer 5,5% este ano, após recuo de 8,3% em 2020

A economia francesa deverá crescer 5,5% este ano e 4,4% em 2022, face ao previsto no outono, quando Bruxelas apontava, respetivamente, para os 5,8% e os 3,1%, segundo a Comissão Europeia.

A economia francesa deverá crescer 5,5% este ano e 4,4% em 2022, face ao previsto no outono, quando Bruxelas apontava, respetivamente, para os 5,8% e os 3,1%, segundo a Comissão Europeia.

As previsões económicas de inverno, hoje divulgadas pelo executivo comunitário indicam uma contração mais ligeira (-8,3%) do Produto Interno Bruto (PIB) de França em 2020 do que o anteriormente previsto (-9,4%).

Segundo as estimativas de Bruxelas, as medidas de apoio à economia previstas para o primeiro semestre deste ano deverão ajudar a mitigar os efeitos do declínio da atividade, nomeadamente em matéria de emprego.

No terceiro trimestre, a atividade deverá recuperar fortemente, com o previsto alívio das restrições mais rigorosas devidas à pandemia da covid-19 e ao plano nacional de recuperação, no âmbito do Mecanismo de Recuperação e Resiliência.

A atividade económica deverá atingir os níveis pré-crise durante a primeira metade de 2022.

Globalmente, Bruxelas prevê uma expansão do PIB francês de 5,5% em 2021 e de 4,4% em 2022.

A inflação deverá fixar-se nos 1,1% em 2021, subindo para os 1,5% no ano seguinte.

Dotado com 672,5 mil milhões de euros em subvenções e empréstimos, o Mecanismo de Recuperação e Resiliência é o principal elemento do pacote de recuperação acordado em 2020 pela UE para fazer face à crise social e económica provocada pela pandemia de covid-19, o ‘NextGenerationEU’.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.341.496 mortos no mundo, resultantes de mais de 106,8 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS