Brasil reduz em 28,8% défice das suas contas externas no primeiro trimestre

O Brasil reduziu em 28,8% o défice em suas transações externas no primeiro trimestre do ano face ao mesmo período de 2020, anunciou hoje o Banco Central do país.

Brasil reduz em 28,8% défice das suas contas externas no primeiro trimestre

Brasil reduz em 28,8% défice das suas contas externas no primeiro trimestre

O Brasil reduziu em 28,8% o défice em suas transações externas no primeiro trimestre do ano face ao mesmo período de 2020, anunciou hoje o Banco Central do país.

O Brasil reduziu em 28,8% o défice em suas transações externas no primeiro trimestre do ano face ao mesmo período de 2020, anunciou hoje o Banco Central do país.

Segundo o órgão responsável pela política monetária do país, o défice nas contas externas nos três primeiros meses de 2021 foi de 15,3 mil milhões de dólares (12,6 mil milhões de euros) face ao montante de 21,6 mil milhões de dólares (17,8 mil milhões de euros) registado no mesmo período do ano passado. Foi o menor valor para este período desde 2017.

As transações correntes do setor externo são formadas pela balança comercial, pelos serviços adquiridos por brasileiros no exterior e pelas rendas, como remessas de juros, lucros e dividendos do Brasil para outros países.

Em março, a diferença entre o que o país gastou e recebeu nas transações internacionais relacionadas ao comércio, receitas e transferências atingiu um saldo negativo próximo a 4 mil milhões de dólares (3,3 mil milhões de euros), montante 6,7% menor do que no terceiro mês do ano passado (4,2 mil milhões de dólares ou 3,4 mil milhões de euros).

O défice em transações correntes do Brasil nos últimos doze meses foi de 17,8 mil milhões de dólares (14,7 mil milhões de euros), valor que equivale a 1,24% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

O Banco Central brasileiro informou ainda que os investimentos diretos estrangeiros no país alcançaram 17,7 mil milhões de dólares (14,6 mil milhões de euros) entre janeiro e março, valor 40% superior ao registado no mesmo período do ano anterior de 12,6 mil milhões de dólares (10,4 mil milhões de euros).

Em março, o investimento direto estrangeiro no Brasil foi de 6,8 mil milhões de dólares (5,6 mil milhões de euros), o que representa uma redução de 7% face ao mesmo mês do ano anterior e de 23,7% face ao mês de fevereiro.

Nos últimos 12 meses, o investimento direto estrangeiro acumulou 39,3 mil milhões de dólares (32,5 mil milhões de euros), pouco mais da metade do mesmo período de 2020, quando entraram 68,7 mil milhões de dólares (56,8 mil milhões de euros) no Brasil.

LEIA AGORA
Ângela Ferreira quer engravidar do marido morto e inspira novela da SIC
Ângela Ferreira quer engravidar do marido morto e inspira novela da SIC
No ano passado, a história de Ângela Ferreira emocionou o País e os responsáveis pela novela “A Serra” vão incluir na trama um caso semelhante. (… continue a ler aqui)

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS