Bolsa de Tóquio lança reestruturação para atrair investimento estrangeiro

A Bolsa de Valores de Tóquio implementou uma reestruturação em três segmentos, a mais significativa em 61 anos de operação, para tentar atrair mais investimento estrangeiro

Bolsa de Tóquio lança reestruturação para atrair investimento estrangeiro

Bolsa de Tóquio lança reestruturação para atrair investimento estrangeiro

A Bolsa de Valores de Tóquio implementou uma reestruturação em três segmentos, a mais significativa em 61 anos de operação, para tentar atrair mais investimento estrangeiro

As empresas listadas no mercado japonês passam a estar divididas em três segmentos, Principal, ‘Standard’ e Crescimento, em vez dos quatros segmentos em que estava dividida até agora. A última grande mudança do mercado principal da Bolsa de Valores de Tóquio (TSE, na sigla em inglês) aconteceu em 1961, com a introdução de um segundo segmento. Com a reestruturação, o operador da bolsa japonesa, o Japan Exchange Group (JPX), procura separar de forma mais clara cada segmento e revitalizar um mercado que tem ficado muito atrás dos seus rivais norte-americanos em termos de capitalização.

Crise/Energia: Gasóleo desce 12 cêntimos e gasolina 4 cêntimos
O preço por litro de gasóleo deverá descer a partir de hoje 12 cêntimos e o da gasolina quatro cêntimos, segundo perspetiva o Governo que, apesar da descida, vai manter a redução das taxas do ISP.

Segundo dados da Federação Mundial das Bolsas de Valores, a capitalização das empresas listadas na TSE ultrapassou 6,1 mil milhões de dólares (cerca de 5,5 mil milhões de euros) no final de fevereiro, muito atrás dos 26,1 mil milhões de dólares (23,6 mil milhões de euros) das empresas listadas na Wall Street de Nova Iorque, a maior bolsa do mundo. Tóquio está também atrás do mercado financeiro chinês de Xangai, o maior da Ásia, com uma capitalização de 7,8 mil milhões de dólares (7 mil milhões de euros). A reestruturação da TSE reforça as regras de liquidez e governança corporativa para empresas que desejam listar-se no segmento Principal, uma medida que visa atrair mais investidores estrangeiros.

Empresas listadas no mercado japonês passam a estar divididas em três segmentos

“Tenho grandes esperanças de que essa reestruturação do mercado levará as empresas de capital aberto a trabalhar mais para alcançar um crescimento sustentável e aumentar o valor corporativo a médio e longo prazo”, disse num comunicado o diretor executivo do JPX, Akira Kiyota. Um total de 3.771 empresas estão listadas na TSE, sendo que 1.839 estavam presentes no primeiro dia do segmento Principal, incluindo gigantes como a Toyota Motor ou a Sony.

O JPX exige que as empresas do segmento Principal listem ações no valor de pelo menos 10 mil milhões de ienes (74 milhões de euros), que os órgãos sociais tenham diretores independentes representando pelo menos um terço do conselho e que informem os investidores em inglês. Segundo a agência Efe, analistas lembraram, no entanto, que quase 20% das empresas listadas no segmento Principal (295) obtiveram uma exceção que lhes permite não cumprir alguns dos requisitos.

Impala Instagram


RELACIONADOS