BNA aplica multa de 70 mil euros ao Banco Keve por incumprimento de normas cambiais

O Banco Nacional de Angola (BNA) aplicou uma multa de 30 milhões de kwanzas (70 mil euros) ao Banco Keve e obrigou a instituição a submeter à aprovação do ‘compliance officer’ todas as operações superiores a 20 mil dólares.

BNA aplica multa de 70 mil euros ao Banco Keve por incumprimento de normas cambiais

BNA aplica multa de 70 mil euros ao Banco Keve por incumprimento de normas cambiais

O Banco Nacional de Angola (BNA) aplicou uma multa de 30 milhões de kwanzas (70 mil euros) ao Banco Keve e obrigou a instituição a submeter à aprovação do ‘compliance officer’ todas as operações superiores a 20 mil dólares.

Segundo um comunicado divulgado na sua página institucional, o BNA detetou várias infrações no âmbito de uma inspeção pontual ao banco Keve.

Entre estas inclui-se o incumprimento de regras e procedimentos inerentes à realização de operações cambiais, incumprimento do dever de identificação e avaliação do perfil de risco dos clientes nas transações de importação e exportação de mercadorias, e deficiências na implementação do modelo de governação corporativa.

O regulador angolano, “com vista a assegurar a estabilidade do sistema financeiro nacional”, determinou a aplicação de uma multa no montante de 30 milhões de kwanzas, dando um prazo de 45 dias para a supressão das deficiências detetadas do sistema de controlo interno.

Enquanto decorre a supressão das deficiências detetadas e, até instruções contrárias do BNA, terão de ser sujeitas à validação do ‘compliance officer’ e à aprovação expressa do administrador desse pelouro, todas as operações cambiais iguais ou superiores a 20.000 dólares.

O banco Keve tem como presidente do conselho de administração (PCA) José Pedro de Morais, antigo governador do BNA e ex-ministro das Finanças, e como acionistas Rui Costa Campos (ex-PCA), com 36% e a Spot Investimentos, SA, com 38%. O restante capital está distribuído por outros acionistas, muitos dos quais figuras conhecidas e pessoas politicamente expostas (PEP, na sigla em inglês).

RCR // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS