Bankinter “muito satisfeito” com operação em Portugal sem intenção de novas aquisições

A presidente do banco espanhol Bankinter voltou hoje a afirmar que não está a planear novas aquisições de bancos em Portugal, garantindo que está muito satisfeita com a operação no país.

Bankinter

Bankinter “muito satisfeito” com operação em Portugal sem intenção de novas aquisições

A presidente do banco espanhol Bankinter voltou hoje a afirmar que não está a planear novas aquisições de bancos em Portugal, garantindo que está muito satisfeita com a operação no país.

“Não planeamos fazer novas aquisições. Estamos a crescer de forma orgânica e estamos muito satisfeitos com a operação em Portugal”, disse Maria Dolores Dancausa, em conferência de imprensa telemática desde Madrid, durante a qual o banco apresentou lucros 271 milhões de euros no primeiro semestre.

A operação em Portugal contribuiu com 30 milhões de euros, num aumento de 16% em termos homólogos.

Para o diretor financeiro do Bankinter, Jacobo Díaz, os resultados positivos da atividade em Portugal deverão continuar.

“De momento, não vemos nenhum tipo de alteração nas perspetivas de crescimento”, afirmou o diretor financeiro.

Jacobo Díaz abordou ainda a subida das taxas de juro, que considerou ser “uma normalização”.

“Depois de muitos anos (…) é uma estupenda notícia para todos”, defendeu.

O banco espanhol apresentou hoje lucros de 271 milhões de euros no primeiro semestre de 2022, um aumento de 10,8% em relação ao ano anterior, com a operação em Portugal a contribuir com 30 milhões de euros.

Em comunicado divulgado hoje e publicado na Comissão Nacional do Mercado de Valores Mobiliários (CNMV) espanhola, o grupo bancário assinala que os resultados são apenas relativos à atividade puramente bancária, uma vez que em 2021 o balanço o incluía “quatro meses de receitas da Línea Direta”.

“Todas as linhas de negócio e rubricas da conta de resultados, assim como os principais indicadores, registam crescimentos em relação ao mesmo período de 2021, o que demonstra a capacidade do Bankinter para substituir com receitas puramente bancárias as receitas provenientes da Línea Direta, cuja separação do banco ocorreu no final de abril de 2021”, refere o grupo bancário na nota.

Quanto ao negócio que tem em Portugal, o grupo bancário destaca a “excelente evolução dos indicadores de negócio”, tendo o lucro antes de impostos sido de 30 milhões de euros, mais 16% do que nos primeiros seis meses de 2021.

Já a carteira de crédito ascendeu a 7.500 milhões de euros, mais 10% em termos homólogos, e os recursos dos clientes cresceram 19%, para 6.500 milhões de euros.

O Bankinter Portugal obteve um rendimento líquido de juros e um rendimento bruto 11% e 9% mais elevados, respetivamente, do que no mesmo período de 2021.

O grupo espanhol Bankinter está em Portugal desde 2016, quando comprou parte da atividade e a rede comercial do Barclays.

O Bankinter Portugal tinha 770 trabalhadores e 81 agências no final de 2021.

JO (FPB) // CSJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS