Bancos dão mais crédito à habitação em fevereiro mas reduzem às empresas

Bancos dão mais crédito à habitação em fevereiro mas reduzem às empresas

Os bancos aumentaram em fevereiro, face a janeiro, o novo crédito concedido para compra de habitação, mas diminuíram os empréstimos às empresas, segundo os dados hoje publicados pelo Banco de Portugal.

Lisboa, 10 abr (Lusa) — Os bancos aumentaram em fevereiro, face a janeiro, o novo crédito concedido para compra de habitação, mas diminuíram os empréstimos às empresas, segundo os dados hoje publicados pelo Banco de Portugal.


Depois de em janeiro as novas operações de crédito à habitação terem apresentado um recuo face a dezembro, ao fixarem-se em 634 milhões de euros (abaixo dos 819 milhões de dezembro), em fevereiro aumentaram para 676 milhões de euros (+6,64%).


O valor concedido em fevereiro deste ano é também superior ao de fevereiro de 2017 para novas operações de crédito à habitação, já que então foram emprestados 530 milhões de euros.


No total, em janeiro e fevereiro deste ano, os bancos já emprestaram 1.310 milhões de euros para compra de habitação, mais 21% do que os 1.083 milhões emprestados nos meses dois meses do ano passado.


Apesar das novas operações de crédito à habitação terem aumentado em fevereiro, o ‘stock’ total de crédito à habitação caiu ligeiramente em fevereiro para 92.859 milhões de euros (-0,10% face a janeiro e -1,51% face a fevereiro de 2017).


A explicar isto estará a chegada ao seu termo de contratos de crédito à habitação assim como amortizações antecipadas.


Ainda nas novas operações de crédito em fevereiro, aumentaram os empréstimos ao consumo, que totalizaram 358 milhões de euros (acima dos 342 milhões de janeiro), e os empréstimos a outros fins, que foram de 148 milhões de euros em fevereiro (acima dos 135 milhões de janeiro).


Quanto ao ‘stock’ de crédito total, em fevereiro, os bancos tinham emprestado um valor de 114.484 milhões de euros em crédito a particulares, um valor ligeiramente acima de janeiro (0,0245) e abaixo de fevereiro de 2017 (-0,84%).


Também o crédito vencido nos particulares recuou em fevereiro, passando a ser de 4.352 milhões de euros, o que representa 3,8% do total do crédito.


Já nas empresas, os bancos recuaram nos novos empréstimos concedidos em fevereiro face ao mês anterior, uma vez que em fevereiro emprestaram 1.843 milhões de euros, menos 37% do que os 2.948 milhões de janeiro.


Já face a fevereiro de 2017, houve um aumento, ainda que ligeiro (0,66%), pois nesse mês o valor concedido a empresas foi de 1.831 milhões de euros.


Ainda em fevereiro, segundo dados hoje do Banco de Portugal, os saldos de empréstimos totais concedidos às empresas ficou em 73.642 milhões de euros, menos 0,54% do que em janeiro e menos 3,29% face a fevereiro de 2017.


O crédito vencido das empresas, por seu lado, fixou-se em 9.092 milhões de euros, neste caso -2,40% face a janeiro e menos 21% face a fevereiro de 2017.



IM // MSF

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Bancos dão mais crédito à habitação em fevereiro mas reduzem às empresas

Os bancos aumentaram em fevereiro, face a janeiro, o novo crédito concedido para compra de habitação, mas diminuíram os empréstimos às empresas, segundo os dados hoje publicados pelo Banco de Portugal.