Avaliação bancária das casas sobe em julho para novo recorde de 1.127 euros m2

O valor mediano de avaliação bancária subiu 12 euros em julho, para 1.127 euros por metro quadrado (m2) face ao mês anterior, ultrapassando o recorde que tinha atingido em junho.

Avaliação bancária das casas sobe em julho para novo recorde de 1.127 euros m2

Avaliação bancária das casas sobe em julho para novo recorde de 1.127 euros m2

O valor mediano de avaliação bancária subiu 12 euros em julho, para 1.127 euros por metro quadrado (m2) face ao mês anterior, ultrapassando o recorde que tinha atingido em junho.

O valor mediano de avaliação bancária subiu 12 euros em julho, para 1.127 euros por metro quadrado (m2) face ao mês anterior, ultrapassando o recorde que tinha atingido em junho.

O valor mediano de avaliação bancária subiu 12 euros em julho, para 1.127 euros por metro quadrado (m2) face ao mês anterior, ultrapassando o recorde que tinha atingido em junho, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Este valor representou uma desaceleração em termos homólogos, tendo a taxa de variação abrandado de 8,3% em junho para 8,0% em julho, acrescenta.

O número de avaliações bancárias, segundo o INE, ascendeu a cerca de 20 mil em julho de 2020, menos 15,9% que no mesmo período do ano anterior.

O maior aumento face ao mês anterior registou-se no Norte (1,4%) e a maior redução foi observada no Alentejo (-3,5%).

Em comparação com o mesmo período do ano anterior, o valor mediano das avaliações cresceu 8%, registando-se a variação mais intensa no Norte (10,4%) e a menor no Alentejo (2,2%).

 

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS