Autoridades angolanas alargam prazo do concurso internacional para gestão do porto do Lobito

A comissão de avaliação do concurso público internacional para a gestão do porto do Lobito, província angolana de Benguela, decidiu hoje prorrogar até 30 de setembro a entrega das propostas de candidaturas a pedido dos concorrentes.

Autoridades angolanas alargam prazo do concurso internacional para gestão do porto do Lobito

Autoridades angolanas alargam prazo do concurso internacional para gestão do porto do Lobito

A comissão de avaliação do concurso público internacional para a gestão do porto do Lobito, província angolana de Benguela, decidiu hoje prorrogar até 30 de setembro a entrega das propostas de candidaturas a pedido dos concorrentes.

Numa nota, a comissão afirma que sob autorização do Ministério dos Transportes angolano, decidiu alargar a data-limite para a entrega das propostas até 30 de setembro, “por solicitação dos concorrentes visando melhorarem o conteúdo das suas propostas”.

A comissão disse também ter “registado com agrado”, o interesse de outros concorrentes interessados que não tinham tido a possibilidade de adquirir as peças concursais, que agora passam a poder fazê-lo, “demonstrando assim o grande interesse e viabilidade económica” do terminal do porto do Lobito.

Filipinas, China, Emirados Árabes Unidos e França são os países representados nas candidaturas a este concurso público internacional, aberto em 17 de maio, para a gestão do terminal polivalente do porto do Lobito.

Capitais próprios realizados não inferiores a 25 milhões de dólares (21,3 milhões de euros), um volume de negócios médio anual dos últimos três exercícios fiscais não inferior a 100 milhões de dólares (85,3 milhões de euros) são alguns dos requisitos ao concurso.

As empresas concorrentes devem ter igualmente, diretamente ou através de subsidiárias, uma participação não inferior a 25% em pelo menos três operações de concessão de terminais portuários com uma quantidade média anual de movimentação não inferior a 250.000 TEU (unidade equivalente a 20 pés).

O concurso é dirigido a empresas ou associações de empresas estrangeiras que comprovada experiência na atividade de gestão de terminais portuários e que reúnam os requisitos exigidos.

DYAS // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS