Autarcas de Badajoz querem encerrar postos fronteiriços com Portugal

Dois municípios espanhóis da província de Badajoz pediram encerramento da fronteira que têm com Portugal até que haja protocolo para responder ao surto de covid-19 em Reguengos de Monsaraz.

Autarcas de Badajoz querem encerrar postos fronteiriços com Portugal

Autarcas de Badajoz querem encerrar postos fronteiriços com Portugal

Dois municípios espanhóis da província de Badajoz pediram encerramento da fronteira que têm com Portugal até que haja protocolo para responder ao surto de covid-19 em Reguengos de Monsaraz.

Dois municípios espanhóis da província de Badajoz pediram o encerramento dos postos de fronteira que têm com Portugal até que haja um protocolo de saúde para responder ao surto de covid-19 em Reguengos de Monsaraz.

LEIA DEPOIS
Meteorologia: Previsão do tempo para sexta-feira, 10 de julho

Causa do pedido é o surto de covid-19 em Reguengos

“Solicitamos que sejam iniciados com urgência os procedimentos de encerramento das fronteiras e postos fronteiriços que se encontram nas nossas áreas municipais, permitindo a passagem apenas aos trabalhadores transfronteiriços que, por motivos de força maior, o devam fazer diariamente, até que seja estabelecido um protocolo transfronteiriço para o controlo da covid-19 nas áreas fronteiriças”, pedem os presidentes de câmara de Villanueva del Fresno e Valência del Mombuey numa carta enviada à Delegação do Governo espanhol da Extremadura.

Ramón Díaz Farías (Villanueva) e Manuel Naharro Gata (Valência) pedem ainda que seja elaborado um “protocolo sobre saúde pública transfronteiriça, bem como a adoção de quaisquer medidas necessárias para o controlo e isolamento da covida-19”.

Apesar de não citarem, a causa do pedido dos dois vereadores é o surto de covid-19 originado no outro lado da fronteira, no município português de Reguengos de Monsaraz.

O concelho de Reguengos de Monsaraz regista o maior surto no Alentejo da doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, com um total, segundo dados de quinta-feira, de 131 casos ativos, 16 mortos e 14 pessoas curadas (cinco funcionários do lar e nove pessoas da comunidade).

Os dois municípios da província de Badajoz sublinham que existe um “vazio legal” em relação às medidas a serem adotadas dos dois lados da fronteira, já que tanto Espanha como Portugal têm atualmente mecanismos diferentes para controlar a doença.

LEIA MAIS
Mais fiscalização para polícias que escrevam comentários racistas nas redes sociais

 

 

Compre as nossas revistas

1 – Aceda a www.lojadasrevistas.pt

2 – Escolha a sua revista

3 – Clique em COMPRAR ou ASSINAR

4 – Clique no ícone do carrinho de compras e depois em FINALIZAR COMPRA

5 – Introduza os seus dados e escolha o método de pagamento

6 – Pode pagar através de transferência bancária ou através de MB Way!

E está finalizado o processo! Continue connosco. Nós continuamos consigo.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS