Angola já produz ouro em dois dos 28 projetos licenciados

Angola conta com 28 projetos de ouro licenciados, estando 20 em fase de prospeção e os restantes já com títulos de exploração, “mas apenas dois iniciaram a produção e comercialização em pequena escala”, anunciou hoje fonte oficial.

Angola já produz ouro em dois dos 28 projetos licenciados

Angola já produz ouro em dois dos 28 projetos licenciados

Angola conta com 28 projetos de ouro licenciados, estando 20 em fase de prospeção e os restantes já com títulos de exploração, “mas apenas dois iniciaram a produção e comercialização em pequena escala”, anunciou hoje fonte oficial.

Os dados foram transmitidos pelo ministro dos Recursos Mineiras, Petróleo e Gás, Diamantino Pedro Azevedo, sublinhando que o país engloba um território cuja geologia é favorável à ocorrência de diversos minerais.

Segundo o governante, que falava na abertura do “1.º Seminário sobre a Mineração de Ouro em Angola”, que decorre na província da Huíla, sul de Angola, o órgão que dirige tem trabalhado na implementação e dinamização de projetos de ouro.

“Perspetivando desenvolver a sua importante e diversificada cadeia produtiva, visando tornar realísticas as metas estabelecidas que, no entanto, se encontram aquém do previsto”, assumiu o ministro angolano.

Fazer um ponto de situação de cada projeto mineiro de acordo com os respetivos estágios de desenvolvimento, perspetivas para o desenvolvimento da produção industrial, procedimentos a adotar para a comercialização de ouro e a situação do garimpo são os objetivos “prioritários” desta iniciativa.

Diamantino Pedro Azevedo considerou também que a ocasião “é propícia” para se estudar formas para melhorar o “desempenho e eficiência que venham, num futuro próximo, alterar positivamente os dados estatísticos existentes, aumentando a produção”.

“Como fruto das suas enormes possibilidades de ocorrências nas mais distintas formações geológicas, Angola procura ocupar um lugar na lista dos países produtores de ouro em África”, assinalou.

Com o início da produção industrial de ouro em Angola, em 2019, considerado pelo ministro como um “facto muito positivo”, abriu-se “uma nova era suportada pelo novo modelo de governação do setor mineiro que prioriza os desenvolvimentos das cadeias de valor”.

DYAS // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS