Alemanha produziu mais energia renovável do que fóssil em 2020

Pandemia foi um dos fatores para que a Alemanha, a maior nação consumidora de combustíveis fósseis da Europa Ocidental, fosse capaz de, pela primeira vez na história, produzisse e consumisse mais energia renovável do que fóssil.

Alemanha produziu mais energia renovável do que fóssil em 2020

Alemanha produziu mais energia renovável do que fóssil em 2020

Pandemia foi um dos fatores para que a Alemanha, a maior nação consumidora de combustíveis fósseis da Europa Ocidental, fosse capaz de, pela primeira vez na história, produzisse e consumisse mais energia renovável do que fóssil.

Pela primeira vez na história da Alemanha – quarta maior economia do Mundo e maior consumidor de combustíveis fósseis da Europa Ocidental –, a combinação de energia eólica, solar e outros tipos de energia renovável ​​ultrapassou a que resulta da produzida pelo carvão, combinada com petróleo e gás, no uso como fonte de combustível em 2020.

Energia renovável impulsionada pela pandemia

A combinação de pandemia, menor procura por eletricidade, clima ameno, gás natural mais barato e vários outros fatores menores económicos e de mercado levaram aos números históricos.

Energia eólica forneceu por si só mais do que as centrais de carvão

De acordo com dados recolhidos pela Agora Energiewende, a energia eólica forneceu por si só mais ao país do que as centrais de carvão. Simultaneamente, o clima ameno, mais meses quentes do que o habitual e o céu praticamente sempre limpo levaram a energia solar a contribuir com cerca de 40% da linha-base do país na produção e fornecimento energético.

O fim do carvão na Alemanha

Em resultado do crescimento dos níveis de mais energia limpa, registou-se uma queda de aproximadamente 10% nas emissões de gases com efeito estufa em comparação ao ano anterior, contribuindo para o que a Agora tenha descrevido como o aproximar do “fim do carvão”.

Impala Instagram


RELACIONADOS