Aeroportos de Cabo Verde com recorde de quase 226 mil passageiros em agosto

O movimento total de passageiros nos aeroportos cabo-verdianos renovou em agosto o valor mais alto desde o início da pandemia de covid-19, subindo para quase 226 mil num mês, segundo dados compilados hoje pela Lusa.

Aeroportos de Cabo Verde com recorde de quase 226 mil passageiros em agosto

Aeroportos de Cabo Verde com recorde de quase 226 mil passageiros em agosto

O movimento total de passageiros nos aeroportos cabo-verdianos renovou em agosto o valor mais alto desde o início da pandemia de covid-19, subindo para quase 226 mil num mês, segundo dados compilados hoje pela Lusa.

De acordo com as estatísticas da Agência de Aviação Civil (AAC), que regula o setor em Cabo Verde, os aeroportos e aeródromos do arquipélago registaram em agosto deste ano um movimento de 2.454 aeronaves em embarques e desembarques (aumento de 73,4% face ao mesmo mês de 2021), em voos internacionais e domésticos.

O número de passageiros em embarques, desembarques e trânsito em todo o mês de passado foi de 58.719 em voos domésticos e 167.279 em voos internacionais (+198% face a 2021), traduzindo-se num movimento global de 225.998 passageiros, contra apenas 92.627 no mesmo mês de 2021.

Trata-se do movimento mensal mais elevado desde fevereiro de 2020 – imediatamente antes das restrições com a pandemia de covid-19 -, quando os aeroportos e aeródromos cabo-verdianos movimentaram 232.131 passageiros e 2.748 aeronaves.

O movimento total de passageiros nos aeroportos e aeródromos de Cabo Verde tem vindo a crescer fortemente desde o início do ano, acompanhando a retoma da procura turística e já em julho passado tinha sido batido o recorde desde o início da pandemia, com mais de 211 mil passageiros.

O movimento total de passageiros nos aeroportos cabo-verdianos cresceu 7% em 2021, face a 2020, para mais de 830 mil, um resultado melhor do que o esperado face às consequências da pandemia.

De acordo com dados da Agência de Aviação Civil, os aeroportos e aeródromos do arquipélago registaram de janeiro a dezembro de 2021 um movimento de 14.284 aeronaves em embarques e desembarques (aumento de 8,5% face a 2020), em voos internacionais e domésticos.

O número de passageiros em embarques, desembarques e trânsito em todo o ano passado foi de 287.752 em voos domésticos e 542.488 em voos internacionais, traduzindo-se num movimento global de 830.240 passageiros, contra os 775.998 em igual período de 2020 (+7%). Contudo, os aeroportos cabo-verdianos só funcionaram em 2020 até março, tendo sido suspensas todas as ligações aéreas, domésticas (até julho) e internacionais (até outubro), para conter a pandemia de covid-19.

Estes números ainda estão longe dos verificados antes da pandemia de covid-19 e só de janeiro a dezembro de 2019, os aeroportos de Cabo Verde somaram 2.771.931 passageiros, em 35.002 movimentos de aeronaves em voos domésticos e internacionais.

Cabo Verde registou em 2019 um recorde de 819 mil turistas, setor que garante 25% do Produto Interno Bruto, mas tenta recuperar após a paralisação total em março de 2020, devido às restrições impostas pela pandemia de covid-19, afetando igualmente o setor aeronáutico e de navegação aérea.

O Governo cabo-verdiano assinou em 18 de julho um contrato de concessão do serviço público aeroportuário ao grupo Vinci, envolvendo a gestão por 40 anos dos quatro aeroportos internacionais e três aeródromos, recebendo 80 milhões de euros de renda.

A nova empresa que vai gerir os aeroportos de Cabo Verde é participada em 70% pela Vinci Airports e em 30% pela portuguesa ANA (por sua vez detida totalmente pela Vinci desde 2013).

PVJ // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS